Deputado federal do PSL emboscado a tiros em MS

Deputado federal do PSL emboscado a tiros em MS

Carro de Loester Trutis foi alvejado por ao menos cinco disparos quando seguia para Sidrolândia, 74 kms ao sul de Campo Grande, na manhã deste domingo, 16; parlamentar não foi atingido e a Polícia Federal abriu inquérito

Pedro Prata/SÃO PAULO e Rafael Moraes Moura/BRASÍLIA

16 de fevereiro de 2020 | 14h18

O deputado federal Loester Trutis (PSL/MS) foi emboscado a tiros na manhã deste domingo, 15. Ele seguia para Sidrolândia, município 74 kms ao sul de Campo Grande, quando o carro em que seguia foi alvejado por ‘ao menos cinco disparos’. O parlamentar e sua equipe não foram atingidos, e a Polícia Federal investiga o episódio.

Carro teria sido atingido por cinco disparos. Foto: Facebook/@loestertrutisdep/Reprodução

“O deputado conseguiu revidar o ataque”, informa uma nota publicada em sua página no Facebook.

O perfil pessoal de Trutis postou no Facebook a imagem do veículo atingido pelos disparos, com o vidro de uma das laterais parcialmente destruído, e anunciou que o deputado cancelaria a agenda programada para hoje.

O parlamentar contou com o apoio do Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar para deixar o local do ataque.

Ele foi à Superintendência da Polícia Federal no Estado para prestar depoimento e foi instaurado um inquérito policial.

A PF diz. “O parlamentar e seu motorista prestaram declarações buscando colaborar com o procedimento investigativo.”

Deputado Loester Trutis. Foto: Câmara dos Deputados/Divulgação

Perfil

Trutis se define no Facebook como ‘conservador, pró-armas, anticomunista e carnívoro’.

“Conhecido nacionalmente por seu empreendedorismo e opiniões firmes sobre pautas de direita como: anti aborto, anti demarcações de terras como indígenas e penas mais duras para crimes como o estupro e o roubo seguido de morte. Defensor ferrenho do direito do cidadão ter porte de arma e cortes de privilégios para políticos”, afirma o seu perfil na rede social.

O parlamentar chamou a atenção em setembro do ano passado, quando divulgou um vídeo nas redes sociais em que oferecia R$ 100 mil para quem desse informações sobre a atuação de Adélio Bispo, autor de uma facada no presidente Jair Bolsonaro ainda no período de campanha presidencial, em 2018.

COM A PALAVRA, A PF

“A Polícia Federal vem informar, em relação ao crime praticado contra o Deputado Federal Loester Gomes Gomes de Souza na data de hoje (16/02/2020), que tomou todas as medidas iniciais em relação ao caso e instaurou Inquérito Policial para efetivar as investigações. O parlamentar e seu motorista não foram atingidos pelos disparos e prestaram declarações buscando colaborar com o procedimento investigativo.”

COM A PALAVRA, O DEPUTADO FEDERAL

“O Deputado Federal Loester Trutis e sua equipe sofreram um atentado enquanto estavam à caminho de Sidrolândia esta manhã. O carro em que estavam foi alvejado por, no mínimo, 5 disparos. O Deputado conseguiu revidar o ataque. Apesar da emboscada, todos estão bem e sem ferimentos. O Batalhão de Operações Especiais – BOPE fez a retirada do local e a Polícia Federal já está acompanhando o caso.

Informamos que, devido ao acontecimento, infelizmente não será possível cumprir as agendas marcadas para hoje. Em breve daremos mais informações. Obrigado.”