Deltan abre mão de promoção para ficar na Lava Jato

Deltan abre mão de promoção para ficar na Lava Jato

Procurador diz que 'não tem interesse' em concorrer, 'no momento' a uma cadeira na Procuradoria Regional da República da 4.ª Região, em Porto Alegre

Ricardo Brandt, Luiz Vassallo e Fausto Macedo

21 de outubro de 2019 | 18h13

Deltan Dallgnol. FOTO: FELIPE RAU/ESTADÃO

O procurador da República Deltan Dallagnol abriu mão de promoção à Procuradoria Regional da República da 4.ª Região (PRR-4), sediada em Porto Alegre. Ele preferiu continuar nos quadros do Ministério Público Federal em Curitiba, no posto de chefe da força-tarefa da Operação Lava Jato, maior investigação já deflagrada no País contra a corrupção e lavagem de dinheiro.

Nesta segunda, 21, Deltan enviou ofício ao Conselho Superior do Ministério Público Federal, ‘indicando que não tem interesse em concorrer à promoção no momento’.

Nos últimos dias, o procurador da Lava Jato tem sido questionado e alvo de especulações sobre seu futuro na instituição.

Citado por supostos abusos na condução da Lava Jato, Deltan considerou, após sucessivas reuniões com seus pares, que se saísse agora poderia deixar a impressão que estava admitindo erros.

“A decisão foi tomada após conversar com os demais procuradores da força tarefa e tomou em conta aspectos pessoais e profissionais”, informou Deltan, em nota.

LEIA A ÍNTEGRA DA NOTA DE DELTAN

“Em resposta à questão, o procurador informa que enviou ofício ao Conselho Superior do Ministério Público, indicando que não tem interesse em concorrer à promoção no momento. A decisão foi tomada após conversar com os demais procuradores da força tarefa e tomou em conta aspectos pessoais e profissionais.”

Tudo o que sabemos sobre:

Deltan Dallagnoloperação Lava Jato

Tendências: