Movimentos contra corrupção fazem ato de apoio a juiz da Lava Jato e à PF

Movimentos contra corrupção fazem ato de apoio a juiz da Lava Jato e à PF

Manifestação ocorreu apenas 24 horas depois que Supremo mandou para casa nove empreiteiros sob suspeita de corrupção e lavagem de dinheiro da Petrobrás

Redação

30 Abril 2015 | 05h15

Atualizada às 11h30

Por Fausto Macedo

protestopfmoro

Em meio ao impasse entre a Procuradoria-Geral da República e a Polícia Federal nas investigações sobre políticos alvos da Operação Lava Jato, movimentos populares contra a corrupção fizeram manifestação de apoio ao juiz Sérgio Moro e à Polícia Federal na noite desta quarta feira, 29.

Os manifestantes, aos quais se uniram delegados da PF, se reuniram à porta do prédio da superintendência regional da PF em São Paulo. Os movimentos exibiam cartazes com palavras de apoio à PF e ao juiz que conduz as ações penais da Lava Jato, investigação sobre corrupção e cartelização das maiores empreiteiras do País na Petrobrás.

A manifestação ocorreu apenas 24 horas depois que o Supremo Tribunal Federal concedeu habeas corpus para o empreiteiro Ricardo Pessoa, da UTC Engenharia, apontado como o chefe do clube ‘vip’ das construtoras que teriam pago propinas a políticos e a diretores da estatal petrolífera. Por três votos a dois, a Corte autorizou prisão domiciliar para Pessoa, com tornozeleira eletrônica. A medida foi estendida a outros oito empresários.

“O Brasil é Sérgio Moro”, dizia um cartaz.

“Polícia Federal, orgulho nacional”, dizia outro.

A manifestação na porta da PF em São Paulo foi organizada por movimentos contra a corrupção, entre eles o Movimento Nas Ruas. O ato homenageou a Polícia Federal e o magistrado da Lava Jato. Quando os manifestantes se aglomeraram em frente ao prédio da PF, delegados desceram à rua e foram recebidos com flores, na cor rosa, que, segundo os organizadores do ato, simboliza “gratidão e admiração pelo trabalho que eles fazem pelo Brasil e nesta operação Lava Jato”.