‘Delcídio tem que fazer uma coisa humilde’, disse Renan sobre senador cassado

‘Delcídio tem que fazer uma coisa humilde’, disse Renan sobre senador cassado

Diálogo gravado revela como presidente do Congresso empenhou-se no processo que tirou o mandato de Delcídio Amaral (ex-PT/MS)

Redação

26 de maio de 2016 | 14h42

montagemrenandelcidio

Delcídio Amaral (esq) e Renan Calheiros (dir). Foto: Estadão

Diálogo gravado do senador Renan Calheiros (PMDB/AL) mostra como ele empenhou-se pessoalmente no processo que culminou no dia 10 de maio com a cassação do ex-senador Delcídio Amaral (ex-PT/MS). O interlocutor de Renan chama-se Vandenbergue. Os investigadores suspeitam que trata-se de Vandenbergue Machado, assessor da CBF em Brasília e muito próximo do PMDB e de Renan.

A conversa de Renan, divulgada pela repórter Camila Bonfim, da TV Globo, ocorreu no dia 24 de março, quando o Conselho de Ética do Senado ainda conduzia o processo contra Delcídio.

Preso em 25 de novembro de 2015 por supostamente tramar contra a Operação Lava Jato, o ex-petista fechou acordo de delação premiada em que revelou envolvimento de colegas no esquema Petrobrás. Delcídio também citou o ex-presidente Lula e a presidente afastada Dilma Rousseff.

O ex-petista foi solto em 19 de fevereiro, dias depois do acordo com a Procuradoria-Geral da República.

“RENAN: O que que ele (Delcídio) tem que fazer… Fazer uma carta, submeter a várias pessoas, fazer uma coisa humilde… Que já pagou um preço pelo que fez, foi preso tantos dias… Família pagou… A mulher pagou…

VANDENBERGUE: Ele (Delcídio) só vai entregar à comissão, fazer essa carta e vai embora.

RENAN: Conselho de Ética. Falei agora com o João (João Alberto, presidente do Conselho de Ética). O João, ele fica lá ouvindo os caras… O Conselho de Ética não tem elementos para levar processo adiante. Também é ruim dizer que não vai levar o processo adiante. Então, o Conselho de Ética tem que requerer diligências requisição de peças e enquanto isso não chegar fica lá parado…

VANDENBERGUE: (João Alberto) vai colocar em votação e vai ter uma derrota antecipada…”

Tendências: