Defesa pede que Dirceu seja levado a presídio

Advogado de ex-ministro avalia que Complexo Médico Penal é mais 'saudável' que Custódia da PF; 'aqueles que conhecem prisão, sabem o que é uma prisão'

Redação

31 de agosto de 2015 | 11h40

dirceucpi400

Por Ricardo Brandt, enviado especial a Curitiba

O criminalista Roberto Podval afirmou na manhã desta segunda-feira, 31, que pedirá ainda hoje a transferência do ex-ministro José Dirceu para o Complexo Médico-Penal, em Pinhais, região metropolitana de Curitiba.

O ex-ministro da Casa Civil no governo Luiz Inácio Lula da Silva está preso desde o dia 3 de agosto, pela Operação Lava Jato, em Curitiba. Ele está encarcerado na Custódia da Superintendência da Polícia Federal.

“Estamos requerendo ainda hoje a remoção, estamos pedindo para o juiz Sérgio Moro para que ele autorize”, afirmou Podval, após o interrogatório de Dirceu na CPI da Petrobrás, na manhã desta segunda-feira, em Curitiba.

“Aqueles que conhecem prisão, sabem o que é uma prisão. Não tenho dúvida que uma penitenciária é melhor que a Custódia da PF. Não pelo tratamento, o tratamento da PF é perfeito, as pessoas são simpáticas, o acesso é fácil. Mas é um lugar fechado, não tem sol, só meia hora. Faz muito mal para a saúde.”

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.