De vestido vermelho e tornozeleira, doleira da Lava Jato posta foto no instagram

De vestido vermelho e tornozeleira, doleira da Lava Jato posta foto no instagram

Nelma Kodama, que foi presa com 200 mil euros na calcinha, em 2014, no aeroporto de Guarulhos, e cantou Roberto Carlos na CPI da Petrobrás, publica foto com equipamento de monitoramento

Redação

27 de julho de 2019 | 10h00

De vestido vermelho, sapato ‘Chanel’, e tornozeleira eletrônica, a doleira Nelma Kodama publicou uma foto em seu perfil no Instagram, mostrou a Coluna do Estadão.

A doleira foi presa no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos/Cumbica, na madrugada de 15 de março de 2014, quando tentava embarcar para Milão, na Itália, com 200 mil euros escondidos na calcinha.

Entre suas emblemáticas aparições, está um depoimento à CPI da Petrobrás em 2015, em que cantou trecho de uma música de Roberto Carlos para explicar como era sua relação com o doleiro Alberto Youssef.

“Sob meu ponto de vista, eu vivi maritalmente com Alberto Youssef do ano de 2000 a 2009. Amante é uma palavra que engloba tudo, né? Amante é esposa, amante é amiga”, disse. “Tem até uma música do Roberto Carlos: a amada amante, a amada amante. Não é verdade? Quer coisa mais bonita que ser amante? Você ter uma amante que você pode contar com ela, ser amiga dela.”, disse, durante o depoimento.

Em seguida, a doleira cantarolou ‘Amada Amante’, sucesso do Rei da Jovem Guarda em 1971.

Tendências: