Daiello diz adeus à carreira

Daiello diz adeus à carreira

Depois de quase 7 anos no comando da Polícia Federal, na fase das operações mais espetaculares, entre elas a Lava Jato, delegado pede aposentadoria

Fábio Serapião/BRASÍLIA

09 Novembro 2017 | 15h21

Leandro Daiello – Foto: NILTON FUKUDA/ESTADÃO

O delegado Leandro Daiello pediu aposentadoria.

Depois de seis anos e dez meses no comando da Polícia Federal (2011/2017), na fase das operações mais espetaculares já desferidas contra a corrupção, entre elas a Lava Jato, o delegado decidiu dar adeus à carreira.

Nesta quinta-feira, 9, ele protocolou o pedido de aposentadoria. Ele completou 23 anos de corporação e conta mais 10 anos de trabalho antes de assumir o cargo de delegado na PF.

Ele será substituído pelo delegado Fernando Segóvia, que toma posse dia 20.

Daiello foi o diretor mais longevo da PF. Nenhum outro, no período democrático, ficou por tanto tempo na cadeira número 1 da corporação.
Durante sua gestão, a PF ganhou notoriedade internacional no combate a malfeitos na administração pública.

A Lava Jato de Daiello escancarou o sistema cartelizado e de propinas na Petrobrás, que operou entre 2004 e 2014, e acabou pegando dezenas de políticos dos principais partidos.

Mais conteúdo sobre:

Leandro Daiello