Cunha e Funaro podem revelar ‘fato objetivo’ sobre Vossa Excelência em delação?, pergunta PF a Temer

Cunha e Funaro podem revelar ‘fato objetivo’ sobre Vossa Excelência em delação?, pergunta PF a Temer

Questionamento faz parte do rol de 82 perguntas enviadas ao presidente pelos delegados federais Thiago Machado Delabary e Marlon Cajado Oliveira dos Santos

Fausto Macedo, Fabio Serapião, Julia Affonso e Breno Pires

05 de junho de 2017 | 20h51

 

Michel Temer. FOTO: WILTON JUNIOR / ESTADAO

A Polícia Federal quer saber do presidente Michel Temer (PMDB) se o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e o doleiro Lucio Funaro podem revelar ‘algum fato objetivo’ sobre ele em eventual acordo de delação premiada. O questionamento faz parte do rol de 82 perguntas enviadas ao presidente pelos delegados federais Thiago Machado Delabary e Marlon Cajado Oliveira dos Santos.

OUÇA TEMER E JOESLEY

Temer foi gravado pelo executivo Joesley Batista, na noite de 7 de março, no Palácio do Jaburu. Para a Procuradoria-Geral da República, Temer e Joesley trataram na ocasião de uma suposta ajuda financeira a Eduardo Cunha e a Lucio Funaro em troca do silêncio de ambos – os dois estão presos.

+ PF pergunta a Temer o sentido do ‘tem que manter isso’

+ Por que Vossa Excelência recebeu ‘conhecido falastrão’ em sua residência?, questiona PF a Temer

+ Fachin afasta tese de ilegalidade do áudio Joesley-Temer

Os delegados perguntam a Temer se ele confirma ter recebido de Joesley a informação de que o empresário estaria mantendo financeiramente as famílias de Funaro e Cunha.

A PF cita um aliado importante de Temer, o ex-ministro Geddel Vieira Lima. Os delegados questionam o presidente se ele sabe de ‘algum fato objetivo’ sobre Geddel que possa ser revelado em delação de Cunha ou de Funaro.