Cuidado com os gastos inesperados no fim de ano

Cuidado com os gastos inesperados no fim de ano

Conrado Navarro*

22 de dezembro de 2019 | 05h00

Conrado Navarro. FOTO: DIVULGAÇÃO

Como não bastasse o desafio de manter as contas em ordem diante de um período tão agitado, muitas vezes o planejamento realizado acaba confrontado com a realidade de gastos inesperados, e não por negligência, mas sim, por conta da agenda corrida desta época.

Você preparou a viagem, alinhou com a família como será o translado, se ficam ou não em hotel, pensou no carro alugado e também nos passeios que fará no destino final e arredores. Então, vem a pergunta – mas será que sua estimativa para os gastos corriqueiros com comida, lazer e compras no período fazem sentido? Pensou nesses pontos?

Pensar em tudo é impossível! E, a ideia aqui não é que você transforme o fim de ano em uma época associada a uma planilha “super” detalhada e leituras específicas sobre finanças pessoais e orçamento. Em vez disso, sugiro atenção maior nos seguintes pontos:

Gastos inesperados com presentes

Você com certeza vai se deparar com parentes, amigos secretos e visitas que não constavam da sua lista de presenteáveis, e então sairá para comprar “uma lembrancinha” para “não passar em branco”. Na correria dos últimos dias antes do Natal ou da confraternização, aumenta muito a chance de extrapolar os limites do seu orçamento.

Evite a tentação de agradar a todos e atenha-se à lista principal de pessoas a presentar, bem como ao limite financeiro estipulado para esta atividade. O equilíbrio das contas no início de 2020 depende disso.

Gastos inesperados com a ceia familiar

Se você vai receber pessoas em sua casa ou é um dos convidados a preparar parte do cardápio para a Ceia, atenção redobrada para os ingredientes e preparativos. Não deixe o desejo de impressionar sobrepor a realidade de seu orçamento.

Aproveite as cestas oferecidas pela empresa, use a criatividade para substituir ingredientes e faça questão de pensar mais na atmosfera do encontro que na variedade de enorme de itens à mesa. É possível ser generoso e afetuoso sem exagerar nas compras.

Gastos inesperados com a viagem de final de ano

É muito comum cuidar bem das despesas óbvias que envolvem a viagem no período de Festas, mas se esquecer dos pequenos gastos associados a ela. Passagem, hotel, aluguel de carro, pacotes de passeios, tudo isso você pensa, mas e o almoço, lanches e pequenos presentes?

O cartão de crédito acaba sendo a escolha padrão para os gastos do dia a dia, sem tanto acompanhamento ou preocupação. Imagine uma viagem de 7 dias com quatro pessoas, considerando almoço, jantar e pequenos gastos diários. Você sabia que esses gastos representam de 5% a 20% do total de gastos da viagem inteira? Então, fique ligado!

Gastos inesperados com Apps e tecnologia

As comodidades da tecnologia se misturam às emoções e ansiedade tradicionais deste período, em uma combinação ao mesmo tempo incrível e perigosa. Está tão fácil fazer tanta coisa, mas todo conforto traz consigo gastos proporcionais.

Pedir comida é muito legal, mas fazer isso direto na correria de fim de ano pode trazer problemas para o orçamento. Comprar presentes para os “esquecidos” do primeiro item pode fazer você usar mais o transporte por meio de aplicativos, e isso vai aparecer na fatura do seu cartão em janeiro.

Conclusão

Planejar o final de ano é importante para começar o Ano Novo com as contas em dia, mas não basta apenas se preocupar com as despesas maiores e mais pesadas. O que costuma complicar o orçamento são aos pequenos gastos do dia a dia, que precisam da mesma atenção e cuidado.

*Conrado Navarro, especialista em finanças pessoais e sócio da Diin

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: