CRM no Paraná abre sindicância contra médica que xingou paciente no Twitter

CRM no Paraná abre sindicância contra médica que xingou paciente no Twitter

Em nota, o CRM-PR diz que instaurou o procedimento para apurar denúncia sobre ‘comentários desrespeitosos, com pacientes e aos princípios que regem a atividade’

Redação

24 de maio de 2022 | 16h39

O Conselho Regional de Medicina no Paraná abriu nesta segunda-feira, 23, uma sindicância para apurar a conduta de médica que usou o Twitter para reclamar de pacientes.

No fim de semana, viralizou na rede social uma publicação em que a profissional xingou uma pessoa que foi até o pronto socorro de madrugada por conta de uma infecção urinária.

Após a repercussão do caso, usuários da rede social resgataram publicações semelhantes feitas pela mesma médica. A conta responsável pelas postagens foi desativada.

Em nota, o CRM-PR diz que instaurou o procedimento para apurar denúncia sobre ‘comentários desrespeitosos, com pacientes e aos princípios que regem a atividade’.

De acordo com o órgão, o trâmite ocorre sob sigilo, ‘em respeito ao direito de ampla defesa e contraditório’.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.