‘Corrupção e delitos relacionados não podem ser tratados como crimes menores’

‘Corrupção e delitos relacionados não podem ser tratados como crimes menores’

Leia a íntegra do ofício enviado pelo juiz federal Marcelo Bretas ao ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal

Amanda Pupo/BRASÍLIA

05 Junho 2018 | 10h31

juiz federal Marcelo Bretas, da Operação Lava Jato no Rio de Janeiro, enviou um ofício ao ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), em que afirma que a corrupção não pode ser vista como um “crime menor”.

Documento

A manifestação foi anexada no processo de habeas corpus do ex-presidente da Fecomércio-RJ, Orlando Diniz, solto por Gilmar na última sexta-feira, 01. Ele havia sido preso em fevereiro, pela Operação Jabuti, desdobramento da Lava Jato.

Mais conteúdo sobre:

operação Lava JatoGilmar Mendes