Construtora fecha acordo com Operação Quadro Negro para devolução de R$ 1,8 mi

Construtora fecha acordo com Operação Quadro Negro para devolução de R$ 1,8 mi

Village Construções Ltda. é investigada pelo Ministério Público do Paraná por supostos desvios e fraudes na construção e reforma de escolas do Estado

Luiz Vassallo e Pedro Prata

02 de outubro de 2019 | 06h00

Operação Quadro Negro apura supostos desvios de R$ 22 milhões em obras de escolas estaduais. Foto: Pixabay/@Wokandapix

A empresa Village Construções Ltda fechou acordo de leniência, nesta terça, 1, para a devolução de R$ R$ 1.807.336,04 aos cofres públicos no âmbito da Operação Quadro Negro – investigação sobre supostos desvios e fraudes em licitações de obras de construções e reformas de escolas da rede pública do Estado no governo Beto Richa (PSDB).

Segundo informou o Ministério Público do Paraná o valor corresponde ‘à totalidade do ressarcimento do dano ao erário causado com os desvios, acrescido de multa prevista na Lei de Improbidade Administrativa e multa penal’.

O acordo foi homologado pelo Conselho Superior do Ministério Público do Paraná.

Este é o quarto acordo de leniência firmado pelo Ministério Público na Quadro Negro sob condução do Grupo Especializado na Proteção ao Patrimônio Público e no Combate à Improbidade Administrativa (Gepatria), que realiza as investigações.

O ex-governador Beto Richa nega enfaticamente envolvimento com atos ilícitos.

Já assinaram acordos semelhantes a MI Construtora de Obras (R$ 90 mil), a Atro Construção Civil (R$ 391.738,69) e a TS Construção Civil (R$ 1.234.107,62).

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: