Confira as 22 perguntas da PF que Odebrecht não respondeu

Confira as 22 perguntas da PF que Odebrecht não respondeu

Empresário preso desde junho do ano passado disse nesta terça que só fala quando tiver acesso aos autos da operação Acarajé, deflagrada nesta segunda-feira, 22

Mateus Coutinho

24 de fevereiro de 2016 | 12h39

odebrechtjustica

O empresário Marcelo Odebrecht. Foto: Reprodução

Seguindo a estratégia de sua defesa, o empresário Marcelo Odebrecht, da maior empreiteira do País, ficou em silêncio nesta terça-feira, 23, na Polícia Federal em Curitiba. Ao ser deparado com questionamentos da Polícia Federal sobre as mensagens em seu celular e e-mails de funcionários e ex-funcionários da Odebrecht com planilhas de pagamentos e siglas que os investigadores tentam decifar, o executivo alegou que primeiro precisa ter acesso aos autos da Operação Acarajé.

[veja_tambem]

Deflagrada na segunda, 22, a operação teve como alvo principal o publicitário João Santana, marqueteiro das campanhas presidenciais de Lula (2006) e de Dilma (2010 e 2014). Também investigado na Acarajé, a nova etapa da Lava Jato, Odebrecht foi transferido do Complexo Médico Penal de Pinhais para a sede da PF para depor sobre pagamentos supostamente ilícitos em favor de João Santana.

AS 22 PERGUNTAS DA PF PARA O EMPREITEIRO (AS INFORMAÇÕES PESSOAIS FORAM PRESERVADAS NO DOCUMENTO):

depoimentoodebrecht depoimentoodebrecht2

Tendências: