Condenados no Mensalão, Valério e Delúbio vão depor a Moro como réus da Lava Jato

Condenados no Mensalão, Valério e Delúbio vão depor a Moro como réus da Lava Jato

Audiência está marcada para segunda-feira, 12, em Curitiba, no processo em que o empresário e o ex-tesoureiro do PT são acusados de lavagem de dinheiro da propina na Petrobrás

Julia Affonso e Ricardo Brandt

09 de setembro de 2016 | 20h30

O ex tesoureiro do PT Delubio Soares e Marcos Valério

O ex tesoureiro do PT Delubio Soares e Marcos Valério

O empresário Marcos Valério e o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares têm encontro marcado com o juiz federal Sérgio Moro, símbolo da Operação Lava Jato. Na segunda-feira, 12, os dois condenados no Mensalão vão ser interrogados por Moro na ação penal em que são acusados de lavagem de dinheiro da propina na Petrobrás.

Valério, condenado a 39 anos de prisão no Mensalão, é acusado na Lava Jato de participar da operação ilícita de repasse de R$ 6 milhões, em 2004, para um empresário do ABC paulista. O dinheiro serviu para a compra do controle acionário do jornal Diário do Grande ABC e também para aquisição de ônibus para suas empresas de transporte público coletivo.

Cumprindo pena em Minas, Marcos Valério tentou que o interrogatório fosse realizado por videoconferência, mas o pedido foi negado por Moro.

Tudo o que sabemos sobre:

operação Lava Jato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.