Condenado a 30 anos homem que estuprou e matou vítima a facadas em terreno baldio

Condenado a 30 anos homem que estuprou e matou vítima a facadas em terreno baldio

Paulo Roberto de Jesus foi condenado pela Vara do Juri e Execuções Criminais da Comarca de Sorocaba; segundo investigação, ele enterrou cadáver em meio a entulhos de uma construção

Redação

14 de fevereiro de 2019 | 06h20

Forum de Sorocaba. Foto: Tribunal de Justiça de São Paulo/Ascom

A Vara do Júri e das Execuções Criminais da Comarca de Sorocaba condenou nesta segunda, 12, a 30 anos, seis meses e dez dias de reclusão em regime fechado um homem Paulo Roberto de Jesus, acusado de homicídio qualificado, estupro e ocultação de cadáver de jovem. Cabe recurso da decisão. Ele não poderá apelar em liberdade.

Segundo o Tribunal de Justiça, consta nos autos que a ‘vítima estava falando ao celular na calçada em frente à sua residência quando o réu, ameaçando-a com uma faca, obrigou a jovem a ir com ele até um terreno baldio’.

“Após estuprá-la, matou a vítima com diversos golpes de faca na região do pescoço e do tórax. Em seguida enterrou-a nua no fundo do terreno baldio, em meio a entulhos de uma construção”, diz o TJ, em nota.

“O acusado, mediante mais de uma ação, cometeu os crimes reconhecidos pelo Conselho de Sentença, devendo ser aplicadas cumulativamente as penas privativas de liberdade em que haja incorrido”, escreveu em sua decisão o juiz Emerson Tadeu Pires de Camargo.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: