Condenação

Condenação

João Pedro Linhares*

25 de agosto de 2021 | 16h20

João Pedro Linhares. FOTO: ARQUIVO PESSOAL

Qual será nossa herança?

As feridas da ignorância,

do preconceito, da desesperança,

do medo e da intolerância,

da cólera, do obscurantismo,

da mentira, do autoritarismo,

da alienação e do cinismo.

 

Penosos flagelos, cicatrizes dum mito

que, em sinistro rito,

sacrificou da nação o alvorecer

e de sua garganta o contido grito.

Fez dos fracos o ódio transparecer,

pois a divisão e o atrito

fortalecem o seu poder!

 

Este será o legado de Sua Excelência:

os busílis da negligência,

da fome, da pestilência,

da ira, da violência,

da morte e da tirania,

da escusa, pérfida apatia

e do desrespeito à democracia.

 

Mas tenhas certeza, pífio elemento,

da implacável tribuna serás julgado

pelas cortes do tempo, condenado

e para teu desalento, a mais severa

das sentenças receberás pela história:

do triste povo e dos justos a memória

Recordar-te-á como a pior escória!

*João Pedro de Carvalho Linhares, estudante e poeta

Tudo o que sabemos sobre:

Artigo

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.