Como otimizar a adoção da Cloud de maneira prática

Como otimizar a adoção da Cloud de maneira prática

Alexandre Martinez*

27 de janeiro de 2021 | 04h00

Alexandre Martinez. FOTO: DIVULGAÇÃO

Impulsionada por significativos avanços em sua oferta e pela enorme variedade de recursos, a Computação em Nuvem tem sido cada vez mais importante para consolidar a cultura digital dentro do ambiente corporativo. Ainda assim, é fato que a pandemia do coronavírus acabou provocando uma série de mudanças nas demandas das organizações, muitas vezes acelerando os processos de transformação de suas infraestruturas e sistemas de TI.

Por isso mesmo, é natural que muitas companhias brasileiras estejam, agora, começando suas jornadas para usar e entender os benefícios oferecidos pelos ambientes Cloud. Mas o que, de fato, é preciso para aproveitar ao máximo as oportunidades que a Nuvem pode oferecer?

O primeiro passo é definir uma estratégia de adoção da Cloud, entendendo o que pode ser migrado ou não para este novo ambiente, assim como quais áreas e dados serão impactados. Esse é um aspecto fundamental, pois é o planejamento que permitirá que as companhias possam explorar e buscar os caminhos certos para suas operações.

É importante reforçar, entretanto, que esse planejamento não deve ser feito apenas pela equipe de TI. Ao contrário, a implementação da Cloud é uma questão que deve envolver todos os líderes estratégicos das companhias. Não por acaso, inclusive, a Computação em Nuvem será cada vez mais importante para o fortalecimento dos negócios e deve movimentar mundialmente mais de US$300 bilhões em 2021. Em um mundo cada dia mais digital, a adoção dos serviços Cloud é algo que afeta todas as unidades de uma companhia, independentemente de sua área de atuação.

Depois de implementar, o passo seguinte é organizar a operação para o dia a dia. Estamos falando, por exemplo, em como orquestrar cenários MultiCloud, com recursos e serviços que permitam o monitoramento e a maximização da performance da operação como um todo, incluindo atualizações de segurança, balanceamento de links e muito mais. Paralelamente, também é necessário entender quais recursos legados da companhia poderão ser utilizados, quais recursos existentes precisam ser integrados e como atender as demandas de forma mais simplificada possível.

É fundamental, portanto, que os líderes analisem repetidamente qual é o papel da Nuvem em suas organizações, entendendo que não há receitas prontas para a integração das novas soluções e modelos. É importante seguir aprimorando a utilização das ferramentas e serviços, alinhando as iniciativas em acordo com as características e demandas específicas de seus próprios negócios.

Preparar um ambiente realmente assertivo significa, assim, entender o que agregará valor à operação. Esse é o conceito real do Cloud Smart, uma combinação que preza a inteligência para maximizar esforços, investimentos, integração entre ambientes on-premises, públicos e privados e resultados durante o processo de implementação e uso da Nuvem.

Esse é o compromisso que tornará possível que as companhias possam melhorar seus processos de maneira constante. Essa é uma demanda importante tanto de quem está começando a investir na Nuvem quanto para aqueles que já estão acelerando suas jornadas, considerando a adoção da Cloud Computing como um ciclo recorrente.

Evidentemente, em qualquer estratégia de transformação digital, a Cloud estará presente – mesmo que ela não seja o foco. Isso porque a Nuvem é, sim, essencial para a digitalização. No entanto, coordenar todas essas etapas exige conhecimento, experiência, atenção e, ainda, capacidade de continuar monitorando o bom desempenho de todos os pontos envolvidos. Isso é fato.

A administração da Nuvem é uma tarefa que demanda dos líderes uma ampla visão da operação, com análise e descrição de quais são as áreas em que a Computação em Nuvem é utilizada, e quais são os objetivos e indicadores que realmente mostram que as aplicações e iniciativas estão funcionando. Neste ponto, a habilidade de bons parceiros de negócios e usar tecnologia com inteligência escalável são dicas imprescindíveis e que jamais podem ser deixadas de lado.

Como Steve Jobs dizia, a simplicidade é fundamental para atingir novos patamares de sucesso – e, sem dúvida, a Nuvem é o caminho prático para simplificar o mundo dos negócios nestes novos tempos. Afinal, as companhias que planejarem suas jornadas digitais em ambientes Cloud estarão muito à frente do mercado, com mais flexibilidade, agilidade e capacidade para se transformar. Resta saber se alguma empresa irá perder essa oportunidade, diante de todos os benefícios que os ambientes em Nuvem oferecem.

*Alexandre Martinez, vice-presidente de Vendas e Marketing da Mandic

Tudo o que sabemos sobre:

Artigo

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.