Como grandes empresas revolucionam seus mercados de atuação

Como grandes empresas revolucionam seus mercados de atuação

Renato Bolzan*

02 de dezembro de 2020 | 03h00

Renato Bolzan. FOTO: DIVULGAÇÃO

Diante de uma evolução tecnológica constante é preciso ter cada vez mais criatividade e sede por inovação para bater de frente com os grandes concorrentes e players do seu mercado de atuação. Portanto, é necessário um senso colaborativo, muita liderança e trabalho em equipe para que possa haver uma renovação e, mais que isso, uma revolução.

E no geral, as empresas responsáveis por essas grandes evoluções de mercado são as game changers, em tradução literal, aquelas que mudam o jogo, ou seja, falando de negócios, é o executivo ou empresa que traz algo que vai alterar de vez a percepção que temos da sua área e como todo o setor passa a acontecer após as mudanças. De alguns anos para cá, pedimos uma refeição, usamos o transporte, compramos coisas e fazemos pagamentos de maneira muito diferente de anos atrás, graças a inovações tecnológicas que chegaram para transformar de vez nossa cultura.

De acordo com o levantamento “2020: O cenário da inovação na América Latina e no Caribe”, o Brasil é o país mais inovador de toda a América Latina. E isso se dá não somente pelo aglomerado de empresas nativamente digitais, que possuem o processo de inovação em seu DNA, mas também pelas companhias tradicionais que finalmente entenderam que para sair na frente, é preciso reformular o jogo do mercado.

Achar as parceiras tecnológicas certas, é parte essencial do sucesso do processo de inovação contínua. É importante também investir tempo em treinamentos e preparação dos profissionais que ajudarão a modificar a cultura da empresa e colherão os resultados destas alterações, para que estes sejam os mais positivos possíveis.

Muitas vezes, além de conhecimento da área e busca de parceiros, um game changer é a pessoa ou companhia disposta a mudanças estruturais, culturais e organizacionais, pois a inovação é contínua e é preciso estar preparado para liderar as reformulações do mercado e possuir um mindset flexível e adaptável ao cenário atual.

A tecnologia é o que suporta e dá força para que essas empresas atuem. Por meio dela executivos e companhia exploram um universo de possibilidades, bastando ter em mente princípios e ideias bem definidas, para que possam ser executadas da melhor maneira possível, trazendo a inovação constante.

Através de mudanças, pessoas e empresas atraem novos clientes e olhares interessados de diversos públicos. Transformar significa inovar, e também a preocupação em oferecer melhores serviços e novidades a cada dia, para fidelizar clientes e fazer com que sua empresa torne-se uma referência de inovação em sua área de atuação. Sendo um inovador de seu mercado, a empresa é capaz de instigar a concorrência, fazendo com que todo um mercado passe a atuar de acordo com diferenciais propostos por determinada companhia, daí a importância de promover inovações constantemente. E aí, qual será o seu próximo passo rumo à inovação?

*Renato Bolzan é CEO e fundador da Invillia

Tudo o que sabemos sobre:

Artigo

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.