Como equilibrar a alimentação durante o home office? Confira quatro dicas

Como equilibrar a alimentação durante o home office? Confira quatro dicas

Antônio Neto*

02 de novembro de 2021 | 03h30

Antônio Neto. FOTO: DIVULGAÇÃO

O home office trouxe uma série de desafios às pessoas que puderam cumprir quarentena devido à pandemia e precisaram ficar muito tempo enclausuradas em casa. Uma das dificuldades, talvez das mais imperceptíveis e tida até como banal por muitas pessoas, foi manter uma boa alimentação. Seja pela impossibilidade de fazer uma refeição em um restaurante — comum durante o trabalho presencial — ou pela necessidade de cumprir uma rotina dupla em casa, fato é que muita gente começou a pular refeições, a ingerir produtos pouco nutritivos e até mesmo substituiu alimentos saudáveis por produtos mais danosos à saúde.

Os números ilustram bem a questão: um estudo do Datafolha, encomendado pelo Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor), mostrou que brasileiros de 45 a 55 anos, por exemplo, passaram a ingerir um maior número de produtos ultraprocessados na pandemia. Em porcentagem, o consumo passou de 9% em 2019 para 16% em 2020, o que estabelece um aumento significativo.

Eis então a pergunta que muita gente faz: como se alimentar de maneira mais saudável durante o home office, sem perder a praticidade que os dias atuais demandam, e ainda assim mantendo o prazer de degustar um alimento saboroso?

Para ajudar na resposta à questão, separamos quatro dicas para você aplicar no dia a dia; confira:

1 – Procure estabelecer horários

Como dizem as mães aos seus filhos desde pequenos, “existe hora para fazer cada coisa”. E o conselho não deve ser diferente na vida adulta — assim como é importante estabelecer horários para o sono e o lazer, para o trabalho e a alimentação a ideia não é diferente. Procure organizar uma rotina com ao menos três refeições robustas e saudáveis ao longo do dia, sem pular o horário de alimentação, mesmo que a presença em casa implique em uma série de impeditivos.

2 – Privilegie alimentos ricos em nutrientes

Devido à dificuldade de trabalhar em casa e ainda precisar cozinhar a própria comida, é esperado que muitas pessoas recorram a lanches e outros alimentos ultraprocessados de baixo valor nutritivo na hora da fome, especialmente quando ela vem no meio da tarde, por exemplo. Esqueça doces e biscoitos prontos e aposte em alimentos ricos em nutrientes, como frutas e até alguns tipos de barrinha de cereal.

3 – Beba mais água e faça exercícios

Beber água regularmente costuma reduzir a vontade de comer, afinal, o líquido ajuda a manter o corpo saciado — uma boa pedida na hora que vier à mente a ideia de comer um docinho. Além disso, a prática de exercícios físicos auxilia na manutenção de uma vida saudável e, inclusive, pode reduzir o apetite e controlar exageros alimentares em algumas pessoas após a atividade, como aponta um estudo da Drexel University.

4 – Aposte em produtos proteicos

Uma boa pedida para quem deseja equilibrar a alimentação durante o home office pode ser recorrer a snacks proteicos. Há muitos que são bem nutritivos e gostosos, além de possibilitarem uma praticidade sempre bem-vinda em nosso tempo atual. É possível consumir muitos desses produtos por meio de snacks, pastas e até suplementos. É bem possível se alimentar com sabor, rapidez, e sem perder o cuidado com a saúde.

*Antônio Neto, fundador da Mais Mu

Tudo o que sabemos sobre:

Artigohome-office

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.