Como atrair e reter talentos podem impulsionar uma empresa

Como atrair e reter talentos podem impulsionar uma empresa

Cristiano Soares*

15 de agosto de 2021 | 05h30

Cristiano Soares. FOTO: DIVULGAÇÃO

O crescimento de uma companhia está diretamente ligado a um time de alta performance. Mas por que é tão difícil contratar – e reter – pessoas qualificadas? Realmente, não é tarefa fácil garantir o engajamento do time, mas é possível. E eu diria que este é um dos maiores hacks das empresas que são referência no mercado.

O primeiro ponto é entender quais são os valores da sua companhia. Muito além de redes sociais e frases motivacionais, é fundamental mapear a missão e o propósito da empresa e estes atributos devem ser encarados como um manual para a cultura organizacional. As diretrizes elencadas também vão ser úteis no momento de criar a persona que a companhia deseja atrair.

É claro que um bom cargo e salário são itens indispensáveis, mas a qualidade de vida e ambiente livre de estresse surgem como um divisor de águas para os colaboradores – podemos enxergar tal fato com dados de uma pesquisa desenvolvida pela Universidade da Califórnia, na qual aponta que um trabalhador feliz é 31% mais produtivo, três vezes mais criativo e vende 37% mais. Essa realidade é ainda mais presente na vida de profissionais mais qualificados e que possuem a habilidade de conquistar novas colocações com facilidade e são até cobiçados no mercado de trabalho.

Vale ressaltar que um plano claro de desenvolvimento para o colaborador pode ser um portal para a motivação. Grande parte dos seres humanos possuem aptidão para desafios, afinal, estamos em constante evolução e sempre que aprendemos algo novo, sentimos que estamos no caminho certo. Portanto, não abra mão de direcionar tempo de gestão para esta demanda. Além disso, é primordial estabelecer uma comunicação assertiva por meio de uma cultura de feedbacks constantes. A transparência é uma via de mão dupla.

Por último, mas não menos importante, temos os benefícios. Busque contribuir para o bem-estar dos seus colaboradores oferecendo cursos, acesso a saúde, alimentação e materiais de qualidade. E não se esqueça de manter a remuneração compatível com o mercado.

Um time de ponta é o que vai construir a história de uma empresa e as perguntas que você, gestor, deve se fazer são as seguintes: Se eu não estiver aqui amanhã, o fluxo de trabalho vai ser eficaz mesmo sem a minha presença? Posso confiar que meus funcionários dão seu melhor todos os dias? Todos os que fazem parte da companhia têm influência em seu crescimento? Se a resposta for sim para todas as questões acima, saiba que sua empresa está em boas mãos. E caso sejam negativas, pare, pense e mude o jogo.

*Cristiano Soares, country manager da Deel

Tudo o que sabemos sobre:

Artigo

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.