Como a vitória de Joe Biden interferirá no mercado brasileiro

Como a vitória de Joe Biden interferirá no mercado brasileiro

Dani Verdugo*

14 de novembro de 2020 | 12h02

Dani Verdugo. Foto: Divulgação

O resultado das eleições americanas impactará a economia global e isso é um fato. Mas em se tratando da vitória do democrata Joe Biden, quais são os possíveis impactos na nossa economia?

Assim como em qualquer outro país, mudanças na Casa Branca tem gerado tensão e especulação por aqui. Mas o que de fato muda com o fim do mandato de Trump, e a chegada de Biden, na prática?

Bolsonaro e Biden têm linhas ideológicas diferentes, e conflitos diplomáticos colocam em risco as relações comerciais.

Já no primeiro debate presidencial, o democrata mencionou preocupações ambientais no Brasil, dizendo inclusive que se eleito, apoiaria o Brasil se o país acabasse com as queimadas na Amazônia, mas, caso contrário, haveria sanções econômicas.

O acordo do livre comércio entre os dois países deve sofrer atraso, e por aí vai.

Ainda assim, o Brasil é de muito interesse para os EUA. E seja pela influência que se busca em relação à China na América Latina, pelo leilão do 5G, pelo agronegócio cujos porta vozes querem aproximação com Biden. Há também um contexto de otimismo e oportunidades.

O mercado de trabalho será impactado de formas distintas nos setores, e, é essencial que neste momento os profissionais entendam onde haverá mais oportunidades, e buscar se movimentar para tais segmentos.

 *Dani Verdugo, empresária e headhunter, atua com Executive Search na THE Consulting 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.