Comandante militar em SP pede um “País mais justo e menos corrupto”

Mateus Coutinho

13 Dezembro 2013 | 20h17

General Adhemar Machado diz a delegados da PF que as instituições devem ser fortes

por Fausto Macedo

O general de Exército Adhemar da Costa Machado Filho, comandante Militar do Sudeste, disse nesta sexta feira, 13, que “um País só é forte se as suas instituições forem fortes”. Durante almoço que lhe foi oferecido por um numeroso grupo de delegados da Polícia Federal, em São Paulo, o general observou que a meta a ser alcançada é “um País melhor”.

“Todos lutamos com um único objetivo. Devemos lutar para que o Brasil melhore e se torne mais justo e menos corrupto”, enfatizou o general, no almoço de confraternização de final de ano promovido pelo Sindicato dos Delegados da PF em São Paulo.

O superintendente regional da PF, delegado Roberto Troncon, pregou união da classe como uma medida essencial para que a corporação consiga avançar em termos de gestão. “Unidos fazemos a Polícia Federal, todos unidos poderemos avançar, mesmo diante dos enormes desafios que temos pela frente”, disse Troncon.

O chefe da PF em São Paulo conclamou. “Somente unidos poderemos atender aos anseios da população.”
Troncon recomendou a aproximação das categorias policiais. “O Estado brasileiro não pode olhar apenas para uma ou outra categoria, é preciso interação para atender a todas as missões que a sociedade nos atribui e, dentro do nosso universo, podermos contribuir para a melhoria do nosso País.”

Mais conteúdo sobre:

CorrupçãoPolícia Federal