Collor alvo da PF sabatina Kassio

Collor alvo da PF sabatina Kassio

Redação

21 de outubro de 2020 | 13h04

O ex-presidente e senador Fernando Collor publicou em suas redes sociais na manhã desta quarta, 21, vídeos e fotos divulgando sua chegada ao Senado Federal para a sabatina do desembargador Kassio Marques – indicado pelo presidente Jair Bolsonaro à vaga no Supremo Tribunal Federal – na Comissão de Constituição e Justiça. Em simultâneo, o parlamentar é alvo de operação da Polícia Federal, que faz buscas em endereços ligado ao mesmo em São Paulo.

O senador é investigado em ofensiva que foi batizada de ‘O Quinto Ato’ e apura suposto esquema criminoso, mantido entre 2014 e 2015, que envolvia pagamento de propinas para intervenção junto ao Ibama, visando à liberação da licença ambiental de instalação do Porto Pontal Paraná. O nome da operação faz uma referência ao rastreamento feito pelos investigadores a partir do pagamento da ‘5ª parcela’ de um jato executivo adquirido pelo parlamentar, diz a PF.

Também em suas redes sociais, Collor se manifestou sobre a operação: “Fui surpreendido hoje com este ato inusitado. Fizeram busca e nada apreenderam, até porque não tinha o que ser apreendido. Vou tentar apurar a razão deste fato de que fui vítima. Nada tenho a temer. Minha consciência está tranquila”, escreveu o senador.

Collor já havia divulgado apoio à indicação de Kassio Marques em seu perfil no Twitter. Quando a indicação do desembargador foi anunciada, o senador afirmou que não acredita que o presidente Jair Bolsonaro indicaria alguém incapacitado para o cargo no Supremo Tribunal Federal

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.