Cocaína nos bombons do italiano

Cocaína nos bombons do italiano

Ações conjuntas da Polícia Federal e da Receita no Aeroporto Internacional de São Paulo levaram à apreensão de 20 quilos da droga, dos quais quatro dentro de 196 embalagens da guloseima

Pepita Ortega e Pedro Prata

02 de março de 2020 | 18h29

Ações conjuntas da Polícia Federal e da Receita no Aeroporto Internacional de São Paulo (Guarulhos/Cumbica), no sábado, 29, levaram à apreensão de mais de 20 kg de cocaína com passageiros que viajariam para a África, Ásia e Europa. Entre os presos italiano flagrado com quatro quilos da droga dentro de 196 embalagens de bombons, O homem, de 48 anos, pretendia embarcar para Bujumbura, no Burundi. Ele disse em depoimento que ‘foi aliciado por meio de site de relacionamento’ para levar a cocaína.

As informações foram divulgadas pela Comunicação Social da Delegacia Especial da PF no Aeroporto Internacional de São Paulo.

Foto: Reprodução

Na primeira prisão, policiais federais, acionados por funcionários que operam os aparelhos de raio-x no porão de bagagens, analisaram as imagens captadas de duas malas.

Devido às suspeitas, os agentes diligenciaram ao portão de embarque onde localizaram e conduziram os seus proprietários à sede policial para passarem por busca pessoal e acompanharem a realização de perícia em seus pertences.

Foto: Reprodução

Na mala do homem, um brasileiro de 32 anos de idade, os peritos encontraram quase 7 Kg de cocaína em um fundo falso e na outra mala, pertencente a uma brasileira, 23, havia quase 5 kg de cocaína ocultos da mesma maneira.

Os suspeitos, que viajavam como se fosse um casal, pretendiam levar a droga para Marselha, na França. Eles também alegaram aos policiais, a exemplo do que disse o italiano preso com cocaína nos bombons, que foram aliciados por meio de sites de relacionamento, mediante ‘promessa de pagamento de uma grande soma em dinheiro’.

Foto: Reprodução

Outras três ações, realizadas pela equipe do K9 da Receita, que atua com o auxílio de cães de faro na inspeção de bagagens despachadas, resultaram na prisão de mais três suspeitos, todos retiradas do interior da aeronave pela PF.

Um homem, de 39 anos de idade, da Namíbia, transportava para Windhoek, em seu país natal, 2 Kg de cocaína em um fundo falso encontrado na mala. Ocultos da mesma forma na mala de um boliviano de 36 anos foram encontrados mais de 7 Kg de cocaína. Ele pretendia levar a droga para Mumbai, na Índia.

Foto: Reprodução

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.