Cocaína na farofa

Cocaína na farofa

No último fim de semana de 2019, Polícia Federal prendeu seis pessoas que tentavam embarcar com o entorpecente em voos internacionais

Pepita Ortega

01 de janeiro de 2020 | 17h30

A Polícia Federal encontrou três quilos de cocaína dentro de sacos de farofa. Foto: Polícia Federal

A Polícia Federal prendeu neste domingo, 29, no Aeroporto de Guarulhos, uma brasileira de 30 anos que carregava em sua mala cerca de três quilos de cocaína dentro de sacos de farofa. A bagagem da mulher, que pretendia embarcar para Addis Ababa, na Etiópia, foi analisada por peritos após ser identificada por cães farejadores da Receita Federal.

Além da moça, outras cinco pessoas foram presas no Aeroporto no último fim de semana de 2019 tentando embarcar com cocaína em voos internacionais.

A maior das apreensões feita pela PF no fim de semana aconteceu no sábado, 28, quando os agentes encontraram mais de nove quilos de cocaína ocultos em fundos falsos das malas de duas brasileiras, de 22 e 30 anos. Policiais federais que analisavam as imagens do raio-x, no porão de bagagem, consideraram as malas suspeitas e, após encontrarem a droga, prenderam a dupla que embarcaria com destino a Lisboa, Portugal.

No último fim de semana de 2019 PF encontrou cocaína escondidos em fundos falsos de malas no Aeroporto de Guarulhos. Foto: Polícia Federal

No dia seguinte, domingo, 29, a corporação prendeu ainda uma outra brasileira que pretendia embarcar para a capital portuguesa. Após os policias federais que atuam na fiscalização de passageiros nos balcões de check-in realizarem entrevista com a mulher de 48 anos, os peritos encontraram cinco quilos de cocaína na estrutura de sua mala.

Já na segunda, 30, um casal de brasileiros, de 24 e 25 anos de idade, foi preso após a PF encontrar mais de cinco quilos de cocaína em fundos falsos de suas malas.

Parte da cocaína apreendida pela PF no último fim de semana de 2019. Foto: Polícia Federal

Tudo o que sabemos sobre:

Polícia FederalCocaína

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: