Cinco formas de ganhar renda extra durante a pandemia

Cinco formas de ganhar renda extra durante a pandemia

Alex Vargas*

25 de abril de 2021 | 05h30

Alex Vargas. FOTO: DIVULGAÇÃO

A pandemia da Covid-19 fez com que algumas pessoas procurassem novas formas de ganhar dinheiro. Com os comércios de rua fechados e um grande índice de demissão agora na segunda onda da doença, o empreendedorismo se tornou a melhor opção para quem precisava de uma renda extra, ou uma alternativa para complementar o salário  no final do mês. Para se ter uma ideia, nos primeiros meses da pandemia, o número de microempreendedores individuais (MEIs) no país cresceu 14,8%, na comparação com o mesmo período do ano passado, chegando a 10,9 milhões de registros, de acordo com dados do Portal do Empreendedor, do governo federal. 

É importante entender que é possível fazer uma renda extra sem sair de casa. A internet é uma grande aliada para ganhar dinheiro e é uma ótima opção para quem deseja iniciar no mundo do empreendedorismo. Mas em primeiro lugar é necessário entender que ter lucro com um negócio não acontece de uma hora para a outra e que não há nenhuma fórmula secreta para ter sucesso sem nenhum esforço. Tudo depende da intensidade e da força de vontade. É importante perceber que existem diversas ideias que ajudam a ganhar uma renda extra. 

Um diferencial muito importante hoje é o marketing digital, que além de permitir trabalhar de casa utiliza estratégias para divulgar produtos e serviços desenvolvidos pela marca – que criam uma conexão com a audiência. Não basta apenas atrair qualquer pessoa, mas sim aquele que tem um potencial para se tornar cliente. Também aconselho criar o seu negócio online a partir das habilidades e experiências que você já possui e, principalmente, que esteja relacionado com aquilo que você gosta de falar e fazer. Outra dica: depois de criar seu negócio online, e enquanto ele estiver “andando”, caso queira, você pode começar a criar outro, pois é totalmente possível. No mundo digital não é preciso se prender a um único nicho ou escolher apenas uma opção.

Abaixo, listo algumas opções para quem deseja empreender durante a pandemia. Confira:

1. Seja um coprodutor: é uma forma de você criar um produto em parceria com outras pessoas. Como coprodutor, você estará envolvido na criação, divulgação e vendas de um produto que será disponibilizado em uma plataforma de vendas, e as comissões serão distribuídas de acordo com a função que você exercer – seja de criar o produto ou divulgá-lo através de ações de marketing e vendas.

2. Faça entregas com o seu carro particular: há muito tempo as pessoas já fazem isso, mas hoje está ainda mais fácil de fazer uma renda extra segura com entregas de comidas, objetos, por meio de aplicativos como Ubereats, Loggi, IFood e Rappi. É uma oportunidade de sair do desemprego, gerar renda extra ou fazer desta a sua principal fonte de renda. Esse mercado de delivery tem crescido muito e a tendência é crescer ainda mais. O isolamento social fez a procura por esse tipo de serviço aumentar e, sem dúvida, vai continuar fazendo parte da vida de muita gente, principalmente o delivery de comida.

3. Testador de Sites, aplicativos e Produtos: as empresas pagam para pessoas comuns e especialistas para testar sites, aplicativos e produtos, essa ação ajuda a melhorar possíveis problemas futuros. Alguns sistemas funcionam perfeitamente em ambiente de teste, porque a rede está carregada com todos os arquivos necessários .Mas, de repente, quando fica homologado, não funciona tão bem ou começa a apresentar vários erros. Para saber como isso vai ficar diretamente para o cliente, evitando constrangimentos e reclamações, algumas empresas pagam para que você teste as funcionalidades dos sites, aplicativos e produtos.

4. Brechó Online: essa é uma ótima oportunidade e momento para de fato separar e organizar o seu guarda roupa, reconhecer o que não utiliza mais e o que de fato é realmente útil. O que pode parecer lixo para você pode ser o tesouro de outra pessoa. Aproveite e desentulhe a sua casa, organize armários e gavetas, separe tudo que estiver apto para uso e bem conservado.Tire fotos bonitas e chamativas e depois poste em páginas de desapego no Facebook e em sites especializados, como o Enjoei e o OLX. 

5. Utilize Dropshipping: esse sistema funciona como uma espécie de loja virtual, mas que não precisa ter um estoque. O dinheiro para a compra de estoque é gerado através dos clientes que lhe dão dinheiro e pagam para que você possa comprar os futuros  produtos. Na hora de escolher o fornecedor, você deve se atentar a dois pontos principais: o primeiro é o preço que ele cobra pelos produtos e o segundo é a confiabilidade. 

*Alex Vargas é empreendedor digital com mais de 800 mil inscritos no seu canal do Youtube e fundador da Núcleo Expert

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.