Chega ao Ministério de Moro mais um da República de Curitiba

Chega ao Ministério de Moro mais um da República de Curitiba

Eduardo Mauat, delegado de Polícia Federal que conduziu inquéritos sensíveis da Operação Lava Jato na capital paranaense, foi nomeado para o cargo de coordenador-geral de Articulação Institucional do DRCI, o Departamento de Recuperação de Ativos

Fabio Serapião/BRASÍLIA

10 de janeiro de 2019 | 17h46

Eduardo Mauat. Foto: Reprodução

O delegado federal Eduardo Mauat foi nomeado nesta quinta, 10, para o cargo de coordenador-geral de Articulação Institucional do Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional (DRCI).

Com a nomeação, Mauat é o mais novo integrante da República de Curitiba, como ficou chamado o grupo inicial de investigadores da Lava Jato, na equipe do superministro Sergio Moro.

Mauat irá trabalhar diretamente com a também integrante da primeira equipe da Lava Jato a delegada Erika Marena, que foi nomeada por Moro como a chefe do DRCI.

Em Curitiba, Mauat esteve à frente dos principais inquéritos que resultaram no avanço na Lava Jato sobre as maiores empreiteiras do país.

Em Brasília, além de Erika Marena, o delegado terá a companhia de antigos companheiros de Lava Jato como os delegados Márcio Anselmo e Igor Romário de Paula, os dois na direção da PF, o ex-superintendente da PF de Curitiba, Rosalvo Franco, e o ex-chefe do setor de perícia Fabio Salvador, agora titular da Diretoria Técnico-Cientifico (DITEC) da PF.

Autoridade central responsável por representar o Brasil em processos de cooperação jurídica internacional, o DRCI recebe e solicita a outros países todos os pedidos de intercâmbio de informações a serem utilizadas pela Justiça.

Tudo o que sabemos sobre:

Sérgio Moro