Celso de Mello rejeita pedido do PT para investigar Deltan da Lava Jato

Celso de Mello rejeita pedido do PT para investigar Deltan da Lava Jato

Decano do STF não conheceu pedido assinado pelo deputado federal Paulo Pimenta

Luiz Vassallo/SÃO PAULO e Rafael Moraes Moura/BRASÍLIA

21 de outubro de 2019 | 22h08

Ministro do Supremo Celso de Mello. FOTO: CARLOS MOURA/SCO/STF

O ministro do Supremo Tribunal de Federal Celso de Mello não conheceu pedido do PT para que o coordenador da força-tarefa da Operação Lava Jato, Deltan Dallagnol, seja investigado por abuso de poder, fraude processual, prevaricação, organização criminosa e atos de improbidade administrativa.

A decisão ainda não foi divulgada na íntegra. O ato de não conhecer no Judiciário significa que, por entender que o autor do pedido não usou a via cabível, o magistrado arquivou a ação.

O pedido foi assinado pelo deputado federal Paulo Pimenta (PT). Ele havia movido notícia crime contra Deltan e outros procuradores no STF.

“Nos últimos dias foram divulgadas diversas notícias sobre a utilização sistemática de contatos informais realizados com autoridades da Suíça e Mônaco para obtenção de provas ilícitas no âmbito da operação Lava Jato”, afirma, em referência a reportagem do portal Uol.

 

Tendências: