Celso de Mello pede manifestação de Aras sobre representação contra Zambelli por ‘tráfico de influência’

Celso de Mello pede manifestação de Aras sobre representação contra Zambelli por ‘tráfico de influência’

Mais de 30 Parlamentares do PT pedem abertura de inquérito para apurar supostos crimes cometidos pela deputada na tentativa de demover Sergio Moro da decisão de sair do governo; Zambelli chegou a dizer que faria Bolsonaro prometer vaga no STF ao ex-ministro da Justiça caso ele permanecesse no cargo

Rayssa Motta

26 de maio de 2020 | 18h15

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), encaminhou, nesta terça, 24, notícia-crime apresentada por parlamentares do PT contra a deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) para análise da Procuradoria-Geral da República (PGR).

Mais de trinta políticos petistas entraram com a representação, junto ao STF, pedindo que seja aberto inquérito para apurar supostos crimes de tráfico de influência e advocacia administrativa cometidos pela deputada.

A deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP). Foto: Dida Sampaio / Estadão

O requerimento foi protocolado no final de abril, dias dias após o ex-ministro da Justiça, Sergio Moro, ter divulgado mensagens nas quais a deputada tenta convencê-lo a permanecer no cargo. Moro deixou o governo alegando que o presidente Jair Bolsonaro tentou interferir politicamente na Polícia Federal. As conversas com Carla Zambelli foram incluídas como provas da investigação, que também conta com depoimentos do próprio ex-ministro e da deputada.

Ao tomar conhecimento do pedido de demissão eminente, Zambelli tenta demover Moro da decisão e se prontifica a falar com o presidente para indicá-lo a uma vaga no STF. “Vá em setembro para o STF. Eu me comprometo a ajudar. A fazer o JB prometer”, escreveu Zambelli em mensagem de WhatsApp. “Prezada, não estou à venda”, responde Moro.

Caberá ao procurador-geral da República, Augusto Aras, analisar a notícias-crime e se manifestar sobre o pedido de abertura de investigação. A decisão sobre permitir ou não o início de um inquérito contra a deputada será do decano.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

Carla ZambelliCelso de MelloAugusto Aras

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.