Carla Zambelli do Brasil Nas Ruas faz ‘vaquinha online’ para indenizar Jean Wyllys em R$ 40 mil

Carla Zambelli do Brasil Nas Ruas faz ‘vaquinha online’ para indenizar Jean Wyllys em R$ 40 mil

Associação fundada pela deputada eleita pelo PSL foi condenada pelo 3.º Juizado Especial Cível do Rio por relacionar parlamentar do PSOL à pedofilia em postagem nas redes sociais; Carla alega que não fez o post e que não conseguiu se defender no processo

Paulo Roberto Netto

17 de janeiro de 2019 | 16h13

Campanha virtual para arrecadação de dinheiro em nome da deputada Carla Zambelli. Foto: Reprodução

A deputada federal eleita Carla Zambelli (PSL-SP) promove uma ‘vaquinha online’ para pagar R$ 40 mil ao deputado Jean Wyllys (PSOL) após sua associação perder um processo de indenização por danos morais movido pelo parlamentar. Pelo Facebook, o ‘Brasil Nas Ruas’ fez uma postagem relacionando Wyllys a atos de pedofilia. A decisão foi da 3º Juizado Especial Cível do Rio de Janeiro.

Carla Zambelli foi eleita nas eleições 2018 com 76.306 votos e tomará posse na Câmara no próximo dia 1.º. Até o início da manhã desta quinta, 17, a campanha arrecadou R$ 29.511,34.

A deputada federal eleita Carla Zambelli (PSL-SP), em setembro de 2017 Foto: Reprodução/Youtube

Segundo a justificativa apresentada na página de arrecadação, a postagem não foi feita por Zambelli, mas por um voluntário, e após ter ciência do teor da mensagem, a deputada eleita ‘ordenou que fosse retirada imediatamente’.

A página afirma que o processo ‘correu à revelia’ da deputada, pois Carla só teve conhecimento da ação após as contas do Brasil Nas Ruas serem bloqueadas pela Justiça, ‘uma vez que a citação não foi entregue nem à Carla Zambelli nem a algum voluntário do NasRuas, mas sim à empresa na qual o NasRuas tão somente possuía escritório virtual’.

“Como Carla Zambelli tem uma linda e longa luta altruísta e aguerrida por todos nós, brasileiros, é justo e digno contribuirmos com aquilo que pudermos, para a ajudarmos a arcar com os custos da condenação”, justifica o pedido de doação, que garante doar o valor excedente para a Associação Amigos Pela Cura da Atrofia Muscular Espinhal.

Pelas redes sociais, Carla Zambelli diz que a vaquinha foi feita para pagar uma indenização por algo que ela não fez e não pôde se defender.

Jean Wyllys ironizou a campanha pelo Twitter. “Tem gente que me detesta e está contribuindo com uma vaquinha que servirá para me dar dinheiro? Freud explica!”, ele escreveu.

Em dezembro, a Justiça condenou o deputado eleito Alexandre Frota (PSL) à pena de 2 anos e 26 dias de detenção, no regime inicial aberto, mais pagamento de 620 dias-multa – no valor de meio salário mínimo cada -, por difamação e injúria em postagem que também relacionava Jean Wyllys a atos de pedofilia.

A privação de liberdade foi convertida em serviços à comunidade e Frota deverá picar papel para cumprir a sentença.

COM A PALAVRA, CARLA ZAMBELLI

A deputada eleita Carla Zambelli (PSL/SP) informou que o processo contra a Associação Brasil Nas Ruas correu à sua revelia.

Ela disse que o post questionado ‘não ficou nem uma hora’ no ar e que ‘imediatamente’ mandou excluir a mensagem que citava Jean Wyllys.

Ela esclareceu que Nas Ruas só ficou sabendo do processo ‘quando a conta já havia sido bloqueada’.

A vaquinha on line foi sugestão de uma seguidora do movimento.

No Twitter, Zambelli anunciou que o valor que exceder os R$ 40 mil impostos pela Justiça será doado para a Associação Amigos Pela Cura da Atrofia Muscular Espinhal.

Ela desafiou Jean a fazer o mesmo, doar o valor da indenização a alguma instituição.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: