Pastor da PF fareja duas toneladas de maconha no caminhão

Pastor da PF fareja duas toneladas de maconha no caminhão

Yoshi, um cão farejador, ajudou agentes da Polícia Federal na abordagem de um caminhão na Rodovia Rio-Teresópolis (BR-116)

Luiz Vassallo e Fábio Grellet

10 de maio de 2017 | 16h35

Foto: PF

Com ajuda do pastor alemão farejador Yoshi, a Polícia Federal apreendeu no início da tarde desta quarta-feira, 10, um carregamento de maconha com peso estimado em quase duas toneladas, na Rodovia Rio-Teresópolis (BR-116), na altura de Teresópolis, na Região Serrana do Rio.

Foto: PF

As informações são do Departamento de Polícia Federal no Rio de Janeiro.

A PF diz ter recebido denúncia anônima de que uma grande quantidade de entorpecente estaria sendo transportada na rodovia. Ao suspeitarem de um caminhão que transitava na pista em direção ao Rio, os agentes realizaram a abordagem.

Segundo a corporação, diante do ‘nervosismo’ do motorista do veículo, que estava sozinho, os policiais resolveram pôr em ação o cão farejador Yoshi, que apontou o local de ocultação da droga. O motorista, de 37 anos, foi preso em flagrante.

O motorista e o material apreendido foram encaminhados à Superintendência Regional de Polícia Federal no Rio, no Centro.

Ele foi indiciado por tráfico de drogas e será conduzido ao sistema prisional do Eestado, onde permanecerá à disposição da Justiça.

Cocaína. Na última quinta-feira (4), a Receita Federal apreendeu 503,8 kg de cocaína no porto do Rio de Janeiro. A droga estava escondida em bolsas dentro de um contêiner que transportava pedras ornamentais. Os entorpecentes seriam transportados para o porto de Barcelona, na Espanha.

Tudo o que sabemos sobre:

Polícia FederalMaconhacão farejador

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.