Candidato a vereador é preso por dirigir bêbado, causar acidente e invadir casa em Sorocaba

Candidato a vereador é preso por dirigir bêbado, causar acidente e invadir casa em Sorocaba

Segundo a PM, após bater em dois carros, Francisco Pereira (Rede) tentou fugir, mas acabou colidindo com o muro de uma casa, derrubando o portão; Em Bertioga, o carro da candidata a vereadora Juliana Rodrigão (MDB) foi atingido por três tiros na na rodovia Rio-Santos

José Maria Tomazela/SOROCABA

15 de novembro de 2020 | 13h38

O candidato a vereador Francisco Pereira, da Rede, foi preso em flagrante por embriaguez ao volante, após se envolver em três acidentes, na madrugada deste domingo (15), em Sorocaba, interior de São Paulo. Segundo a Polícia Militar, após bater em dois carros em uma rua do bairro Mineirão, na zona norte, ele tentou fugir, mas acabou colidindo com o muro de uma casa, derrubando o portão.

Ainda segundo a PM, o homem invadiu a casa para se esconder, mas foi detido pelos moradores e acabou sofrendo agressões. Os policiais realizaram o teste do bafômetro e constataram que o homem havia ingerido bebida alcoólica. Pereira foi levado à delegacia de Polícia Plantão Norte e continuava detido no início da tarde. A Rede informou que só se manifestaria após tomar conhecimento oficial do caso.

Atentado. Em Bertioga, no litoral, o carro da candidata a vereadora Juliana Rodrigão, do MDB, foi atingido por três tiros na madrugada deste domingo (15), na rodovia Rio-Santos. Ela e sua coordenadora de campanha estavam no veículo e não foram atingidas. A candidata contou à Polícia Civil que precisou parar no acostamento da rodovia, no km 197, para responder a mensagens pelo celular. Os tiros atingiram o porta-malas e o para-lamas do veículo. As duas mulheres saíram do carro e se esconderam na mata até a chegada da Polícia Rodoviária. A Polícia Civil de Bertioga registrou a ocorrência e investiga o caso.

A candidata a vereadora Juliana Rodrigão, do MDB de Bertioga, denunciou ter sido alvo de atentado a tiros na madrugada deste domingo. Foto: Campanha MDB/Divulgação

Santinhos. O filho de um candidato a vereador foi flagrado quando jogava santinhos na porta de uma escola onde haveria votação, no bairro Dom Pedro I, em São José dos Campos, na madrugada deste domingo. Ele foi autuado por crime eleitoral e vai responder em liberdade. O nome do candidato não foi divulgado. Uma mulher e uma adolescente também foram detidos por fazer boca de urna e distribuir santinho em frente a uma escola do bairro Bosque dos Eucaliptos.

Em Araçariguama, um homem foi detido distribuindo santinhos de um candidato a prefeito próximo da Escola Estadual ‘Prof. Humberto Victorazzo’. Ele disse aos policiais que receberia R$ 100 pelo trabalho. Levado à delegacia da Polícia Civil, ele assinou um termo e foi liberado. O nome do candidato não foi divulgado. Em Barbosa, dois homens foram flagrados quando jogavam santinhos de candidatos em frente a locais de votação. Levados à delegacia, eles foram autuados por crime eleitoral e liberados.

Morte. Um homem de 61 anos morreu após sofrer mal súbito, na manhã deste domingo (15), quando aguardava o momento de votar, no Colégio Theodoro Corrêa Cintra, em Campos do Jordão, interior paulista. Conforme o registro na Polícia Civil, ele caiu após sofrer uma parada cardiorrespiratória. Outros eleitores o socorreram e chamaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas o eleitor morreu a caminho do pronto socorro da cidade.

Tudo o que sabemos sobre:

Eleições 2020

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.