Bruno Covas

Bruno Covas

Ricardo Viveiros*

16 de maio de 2021 | 14h25

Bruno Covas. FOTO: TIAGO QUEIROZ/ESTADÃO

Brasil perde Bruno Covas. Nós perdemos Bruno Covas.

A política carece de pessoas éticas, competentes e trabalhadoras. E que sejam também humanas, desprovidas de preconceitos e capazes de amar o próximo.

Que não fazem auto marketing, que entendem o desafio público como simples obrigação e compromisso, dever de quem mereceu o voto popular.

Bruno, embora ainda jovem, teve carreira pródiga em realizações. Foi deputado estadual, deputado federal, secretário estadual do Meio Ambiente em São Paulo, vice-prefeito e prefeito. Por todos esses cargos que conquistou pelo respeito e admiração da sociedade, deixou sua discreta marca de probidade, inteligência e realizações.

Herdeiro político de Mario Covas, seu avô, Bruno construiu a própria história. Fará muita falta, em especial nestes tempos bicudos e pobre de novas lideranças que vivemos.

A vida está de luto.

*Ricardo Viveiros, jornalista e escritor

Tudo o que sabemos sobre:

ArtigoBruno Covas

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.