Bretas abre ação contra Cabral, Messer e mais 60 na Operação ‘Câmbio, desligo’

Bretas abre ação contra Cabral, Messer e mais 60 na Operação ‘Câmbio, desligo’

Ex-governador do Rio e chefe de doleiros são acusados de integrar organização criminosa para evasão de divisas e lavagem de dinheiro

Luiz Vassallo e Fausto Macedo

15 Junho 2018 | 22h02

Sérgio Cabral. FOTO: FABIO MOTTA/ESTADÃO

O juiz Marcelo Bretas, da 7.ª Vara Criminal Federal, recebeu denúncia e abriu ação penal contra 62 acusados na Operação ‘Câmbio, desligo’. Entre os denunciados estão o ex-governador Sérgio Cabral, agora réu pela 24.ª vez – já condenado a 100 anos de reclusão -, e o doleiro Dario Messer, apontado como o líder de um esquema que movimentou US$ 6 bilhões em pelo menos 52 países.

A ‘Câmbio, desligo’, desdobramento da Lava Jato no Rio, foi deflagrada em 3 de maio, por ordem de Bretas. Muitos doleiros, no entanto conseguiram escapar, entre eles Messer, que tem cidadania paraguaia.

A Procuradoria da República imputa aos 62 réus formação de organização criminosa para lavagem de dinheiro e evasão de divisas.

Bretas dividiu a operação em três processos, um deles especificamente para os foragidos.

COM A PALAVRA, A DEFESA DE SÉRGIO CABRAL

A reportagem está tentando contato com a defesa do ex-governador Sérgio Cabral. O espaço está aberto para manifestação.

Mais conteúdo sobre:

Sérgio Cabraloperação Lava Jato