Brasileiros desconhecem a importância da infraestrutura

Brasileiros desconhecem a importância da infraestrutura

Carlos Sanseverino*

03 Novembro 2017 | 05h00

Carlos Sanseverino. FOTO: DIVULGAÇÃO

A crise econômica geralmente impacta sobre os investimentos em infraestrutura com proporção ao PIB, sendo a infraestrutura um determinante sobre a produtividade de um pais. Quanto mais se investe em rodovias, portos, aeroportos, ferrovias, energia, saneamento e telecomunicações, mais se cria um ambiente propício ao crescimento econômico.

Contudo, pesquisa da Ipsos Public Affair aponta que a percepção do brasileiro sobre infraestrutura é distante da realidade. Um quarto dos entrevistados disseram não saber o que significa investimentos em infraestrutura e os demais lembraram significados, como geração de emprego, qualidade de vida da população, construção de novas escolas, desenvolvimento para o município, o que é pertinente.

A infraestrutura tem efeitos multiplicadores sobre a economia de um país, capaz de gerir um desenvolvimento sustentável em diferentes setores. Na. pesquisa, a infraestrutura de rodovias foi lembrada por apenas 5% dos entrevistados, embora tenhamos um grande gargalo no setor, responsável por 61% da carga total transportada no pais, sendo que somente 14% da malha viária rodoviária é pavimentada. Enquanto registramos 4 km de malha para cada mil km2 de território, a China tem o dobro.

No entanto , um ponto lembrado com destaque na pesquisa ligado à infraestrutura é a mobilidade urbana , que tem estreita relação com os transportes, lembrada por 36% dos entrevistados. A tendência de que a população rural continue a migrar para as cidades, segundo dados da ONU. Atualmente 54% da população vivem em áreas urbanas, até 2050 serão 66%.A Lei 12.587/2012 define a Política Nacional de Mobilidade Urbana, mas a realidade deixa visível que não conseguimos fomentar um crescimento sustentável nas cidades brasileiras e ainda há muitos gargalos.. Pesquisa de 2015 do |Ibope aponta que milhões de trabalhadores paulistanos gastam em média 120 minutos por dia para se deslocar no trânsito para cumprir suas atividades, diariamente.

Outro fato curioso na pesquisa é que 48% das pessoas consultadas são contra o aumento das despesas com infraestrutura, 40% são parcial ou totalmente favoráveis e 12% não sabem ou não responderam.

Na verdade o Brasil investe pouco em infraestrutura proporcionalmente ao PIB. Vimos investindo nos últimos anos em media 2% do PIB, que agora caiu para 1,7% , sendo que a China fica no patamar espantoso de quase 13% e para se ter uma ideia o Peru investe 4,2%, o Chile 5,1% e a Índia 6%. No dizer do próprio Ministro dos Transportes Portos e Aviação Civil, o saldo dos recursos aplicados em infraestrutura é “raquítico”.

Para os entrevistados, os investimentos em infraestrutura devem vir depois da saúde, geração de empregos e educação. Contudo, com investimentos robustos em infraestrutura , o pais pode criar condições para promover o desenvolvimento de inúmeros setores da economia e criar milhões de empregos com obras de grandes envergadura, realizadas a médio e longo prazos. Um exemplo é o setor de transporte: a circulação de pessoas e cargas em rodovias precárias , coloca em risco vidas e negócios, além de tirar competitividade do país.

A pesquisa nos deixa um alerta importante de que precisamos informar a população sobre a importância e o papel da infraestrutura sustentável, pois sem ela não se erigem as demandas do setor produtivo para viabilizar o crescimento nacional, gerando ganhos e qualidade de vida para toda a população. O investimento em infraestrutura é a saída para o desenvolvimento sustentável, previsto no art. 170 da Constituição Federal, e para a construção de um futuro melhor para todos os brasileiros.

*Advogado, professor de Direito, Diretor da Comissão Nacional Infraestrutura da OAB Federal, Conselheiro efetivo da OAB-SP, Presidente da Comissão de Infraestrutura, Logística e Desenvolvimento Sustentável da OAB-SP , membro do IBDEE e Mestrando do Curso de Direito em Saúde da Unisanta

Mais conteúdo sobre:

Artigo