Bendine chega à carceragem da Lava Jato

Ex-presidente do Banco do Brasil e da Petrobrás foi preso nesta quinta, 27, na Operação Cobra por suspeita de propina de R$ 3 milhões da Odebrecht

Julia Affonso e Fausto Macedo

27 de julho de 2017 | 14h14

O ex-presidente do Banco do Brasil e da Petrobrás Aldemir Bendine chegou por volta de 13h40 à carceragem da Polícia Federal em Curitiba, base da Operação Lava Jato. Ele foi preso `as 6 hs da manhã desta quinta-feira, 27, em Sorocaba, no interior de São Paulo, na Operação Cobra, fase 42 da Lava Jato, por suspeita de recebimento de propina de R$ 3 milhões da Odebrecht.

Bendine viajou de carro até Curitiba, escoltado por agentes da Polícia Federal, que percorreram uma distância de aproximadamente 360 quilômetros.

Ele vai ficar em uma cela da PF por cinco dias, pelo menos – prazo da prisão temporária decretada pelo juiz federal Sérgio Moro.

Mais conteúdo sobre:

operação Lava Jato