Barroso sorteado para relatoria do registro de Lula

Barroso sorteado para relatoria do registro de Lula

Ministro é vice-presidente do Tribunal Superior Eleitoral, que vai julgar caso do ex-presidente, condenado e preso na Lava Jato

Rafael Moraes Moura/ BRASÍLIA

15 de agosto de 2018 | 20h10

Lula em dezembro de 2017 no Sindicato dos Bancários, em Brasília. FOTO: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO

O ministro Luís Roberto Barroso, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), foi sorteado para assumir a relatoria do pedido de registro do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Barroso é o vice-presidente da Corte Eleitoral.

Dois pedidos de impugnação da candidatura de Lula, condenado e preso na Lava Jato, foram protocolados no TSE logo após a inscrição do petista como candidato ao Palácio do Planalto, nesta quarta-feira, 15.

Os candidatos a deputado federal Alexandre Frota (PSL-SP) e Kim Kataguiri (DEM-SP), líder do Movimento Brasil Livre (MBL), entraram com uma ação na Corte Eleitoral para barrar o registro de candidatura de Lula.

O PT registrou a candidatura de Lula na tarde desta quarta, no último dia do prazo, sem informar ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a condenação por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do triplex, imposta pela Justiça Federal no Paraná e confirmada no Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF-4).

Antes mesmo de o edital com o nome dos candidatos ser publicado pelo TSE, a procuradora-geral eleitoral, Raquel Dodge, entrou com impugnação da candidatura do petista. Ela pede a rejeição liminar do requerimento, o que pode acelerar a decisão sobre o caso.

Tendências: