Barbosa usa o Twitter para criticar parlamentares

Barbosa usa o Twitter para criticar parlamentares

"Quando têm a prerrogativa de indicar ou nomear, os parlamentares escolhem ex-colegas, amigos, estafetas, lacaios. Queremos isso?", afirma o ex-presidente do STF

Redação

19 de maio de 2015 | 19h42

Joaquim Barbosa. Foto: André Dusek/Estadão

Joaquim Barbosa. Foto: André Dusek/Estadão

Atualizada às 9h52

Por Fausto Macedo e Julia Affonso

O ex-ministro Joaquim Barbosa criticou em seu Twitter na tarde desta terça-feira, 19, os parlamentares que, segundo ele, querem “nomear” juízes para os tribunais. Foram 4 postagens em cerca de meia hora.

barbosa1

barbosa2 barbosa3

barbosa4
Inicialmente, acreditava-se que Barbosa estivesse se referindo à PEC da Bengala, proposta que submete magistrados a uma nova sabatina no Senado para permanecer nos tribunais superiores após os 70 anos de idade. Durante a madrugada, no entanto, o ex-ministro explicou que falava de um embrião de PEC.

“Alguém se lembra de quando eu disse numa entrevista: “o foro privilegiado é a racionalização da impunidade”? Pois bem. Não satisfeitos com o foro privilegiado, agora os parlamentares querem ter a prerrogativa de “nomear” juízes para os tribunais!!!”, afirmou Barbosa, que presidiu o Supremo entre 2012 e 2014.

“Nomeação de juízes por parlamentares: se isso vier a acontecer, será um desastre para o Brasil”, tuitou Joaquim Barbosa. “Por quê? Não raro, quando têm a prerrogativa de indicar ou nomear, os parlamentares escolhem ex-colegas, amigos, estafetas, lacaios. Queremos isso?”

Tudo o que sabemos sobre:

Joaquim Barbosa