Auditor federal assume comando interino do Ministério da Transparência

Auditor federal assume comando interino do Ministério da Transparência

Wagner Rosário, atual secretário-executivo da CGU, vai desempenhar as funções de ministro com a saída de Torquato Jardim para o Ministério da Justiça em meio à maior crise do governo Temer

Fausto Macedo, Julia Affonso e Luiz Vassallo

31 de maio de 2017 | 13h06

Foto: CGU

O secretário-executivo do Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União (CGU), Wagner de Campos Rosário, auditor federal, assume nesta quarta-feira, 31, o comando da Pasta até a definição quanto ao novo ministro pelo presidente Michel Temer. Nesta quarta, o Diário Oficial da União confirmou a troca de comando na CGU com a nomeação de Torquato Jardim para o Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Rosário assume o posto em meio à maior crise do governo Temer, depois que o deputado Osmar Serraglio (PMDB/PR) caiu do Ministério da Justiça e não aceitou convite do governo para ocupar a cadeira que foi de Torquato.

Servidores e técnicos do Ministério da Transparência protestavam contra a possibilidade de Serraglio assumir o comando da Pasta. O ex-ministro da Justiça é citado na Operação Carne Fraca – investigação da Polícia Federal sobre fraudes no setor de frigoríficos e desvios de recursos públicos.

Mineiro de Juiz de Fora (MG), Wagner Rosário, 41 anos, é auditor federal de Finanças e Controle desde 2009. Tornou-se o primeiro servidor da carreira do Ministério da Transparência (CGU) a assumir o cargo de secretário-executivo, posto que ocupa desde agosto do ano passado.

No órgão de controle interno, Rosário atuou também na área de Operações Especiais, responsável por investigações conjuntas de combate à corrupção, em articulação com a Polícia Federal, Ministérios Públicos (Federal e Estadual) e outros órgãos de defesa do Estado.

Rosário possui mestrado na área de Combate à Corrupção e Estado de Direito pela Universidade de Salamanca da Espanha, concluído em 2016. É graduado em Ciências Militares pela Academia Militar das Agulhas Negras (Aman).

Tendências: