Atuação firme, imparcial e técnica, diz Deltan sobre julgadores de Lula

Atuação firme, imparcial e técnica, diz Deltan sobre julgadores de Lula

Coordenador da força-tarefa da Lava Jato e um dos autores da denúncia contra o ex-presidente no caso triplex, destaca papel dos desembargadores do Tribunal Regional Federal da 4.ª Região, que condenaram e aumentaram a pena ao petista para 12 anos e um mês de prisão em regime fechado

Julia Affonso e Ricardo Brandt, enviado especial a Porto Alegre

25 Janeiro 2018 | 11h44

O coordenador da força tarefa da operação Lava Jato no MPF, em Curitiba, Deltan Dallagnol. Foto: Théo Marques/Estadão

O procurador da República Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Operação Lava Jato e um dos autores da denúncia contra o ex-presidente Lula, no caso triplex, definiu como ‘firme, imparcial e técnica’ a atuação dos desembargadores do Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF-4) e do procurador regional da República da 4.ª Região, Mauricio Gotardo Gerum.

Em sua rede social, Deltan compartilhou ainda um vídeo com a fala do colega de Ministério Público Federal que sustentou no histórico julgamento desta quarta-feira, 24, no Tribunal da Lava Jato que impôs pesado revés ao petista, uma pena de 12 anos e um mês de prisão em regime fechado – o que poderá ocorrer após esgotados recursos ainda cabíveis.

“No link, vídeo em que o procurador Gerum defende a atuação da Justiça no julgamento do ex-presidente Lula. Vale a pena assistir, em especial aos 5 minutos 1ºs. Deixo meu reconhecimento à atuação firme, imparcial e técnica do procurador e desembargadores”, afirmou.

Os desembargadores João Pedro Gebran Neto, relator, Leandro Paulsen – revisor e presidente da 8.ª Turma do TRF-4 – e Victor Laus condenaram Lula por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, confirmando sentença do juiz Sérgio Moro que, em julho de 2017, havia aplicado punição de 9 anos e seis meses de reclusão para Lula – o colegiado ainda aumentou a pena em mais 2 anos e cinco meses.

Também em sua rede social o procurador regional da República Carlos Fernando dos Santos Lima parabenizou os colegas de Procuradoria da República.

“Parabéns aos procuradores regionais da República da 4.ª Região pelo excelente trabalho nos recursos da Lava Jato, e em especial o colega Gerum pelo brilhante parecer”, escreveu.

Mais conteúdo sobre:

Deltan Dallagnoloperação Lava Jato