Ata de audiência de custódia dos suspeitos de hackear Moro

Ata de audiência de custódia dos suspeitos de hackear Moro

Em audiência de custódia, juiz da 10ª vara Federal de Brasília, Vallisney de Oliveira, rejeitou pedidos de liberdade dos quatro alvos da Operação Spoofing e concedeu uma hora de banho de sol

Redação

30 de julho de 2019 | 16h21

Ao manter presos os quatro alvos da Operação Spoofing, o juiz federal Vallisney de Oliveira, da 10ª Vara Federal, concedeu a eles banho de sol de uma hora diária. Também autorizou a transferência da única mulher detida na investigação para um presídio feminino. Em audiência de custódia, nesta terça, 30, o Ministério Público Federal registrou que vai investigar supostos maus tratos no momento em que foram presos.

Tudo o que sabemos sobre:

Sérgio MoroOperação SpoofingHacker

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.