Aras testa positivo para a covid-19 pela segunda vez

Aras testa positivo para a covid-19 pela segunda vez

Procurador-geral da República está assintomático e vai continuar despachando em trabalho remoto, informa PGR

Redação

02 de fevereiro de 2022 | 16h02

O procurador-geral da República Augusto Aras durante sessão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Foto: Roberto Jayme/ Ascom /TSE

O procurador-geral da República, Augusto Aras, testou positivo para covid-19 pela segunda vez. Ele já havia sido diagnosticado com o novo coronavírus em setembro de 2020, quando participou da cerimônia de posse do ministro Luiz Fux na presidência do Supremo Tribunal Federal (STF).

O novo diagnóstico foi descoberto em exame de rotina. De acordo com a assessoria de imprensa da Procuradoria-Geral da República (PGR), ele está assintomático e, por recomendação médica, ficará afastado do gabinete ao longo da semana. Aras vai continuar despachando de forma remota.

“Em decorrência do diagnóstico, ele não participará da sessão de reabertura do ano legislativo no Congresso Nacional marcada para esta quarta-feira”, comunicou a PGR.

Aos 62 anos, o procurador-geral recebeu a primeira dose da vacina contra a covid-19 em abril do ano passado.

Leia a íntegra da nota:

O procurador-geral da República, Augusto Aras, testou positivo para covid-19 e ficará trabalhando de forma remota pelos próximos cinco dias. O diagnóstico foi feito após exame de rotina. Aras está assintomático e, por recomendação médica, ficará afastado do gabinete na Procuradoria-Geral da República ao longo desta semana. Em decorrência do diagnóstico, ele não participará da sessão de reabertura do ano legislativo no Congresso Nacional marcada para esta quarta-feira (2).

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.