Após fuga pela contramão, PRF apreende 320 kg de maconha em carro roubado no Paraná; assista

Após fuga pela contramão, PRF apreende 320 kg de maconha em carro roubado no Paraná; assista

droga era transportada em um Toyota Etios que transitava pela BR-277 e tentou fugir pela contramão após perceber a aproximação da viatura policial; o motorista, de 44 anos, foi preso

Redação

08 de abril de 2020 | 10h08

A Polícia Rodoviária Federal apreendeu na manhã desta terça, 7, cerca de 320 quilos de maconha em um carro roubado em Santa Tereza do Oeste, no Paraná. O motorista, de 44 anos, foi preso. A droga era transportada em um Toyota Etios que transitava pela BR-277 e tentou fugir pela contramão após perceber a aproximação da viatura policial.

As informações foram divulgadas pela Polícia Rodoviária Federal.

O motorista acelerou, mas se deparou com dois caminhões à sua frente. No meio de uma curva, em um trecho de subida, ele ameaçou iniciar uma ultrapassagem. No local, a manobra é proibida pela sinalização, por falta de visibilidade. Como havia um caminhão e três carros em sentido contrário, o homem voltou para a sua faixa.

Logo após a passagem do terceiro carro, ele ultrapassou um caminhão, ainda em um trecho em que a manobra é proibidas.

Durante a manobra, o motorista de um quarto automóvel, que também transitava no sentido contrário, viu-se obrigado a sair em direção ao acostamento, para evitar uma colisão frontal.

Em razão do risco de um acidente, os policiais rodoviários federais efetuaram dispararam contra o pneu traseiro direito do carro, que rodou e saiu de pista.

O motorista de 44 ainda tentou fugir a pé em meio a uma área de mata, mas foi alcançado e preso em flagrante. Ele contou aos agentes da PRF que saiu de Foz do Iguaçu e que levaria a droga até Curitiba.

O carro tinha placas falsas e foi roubado no último dia 31 de março em Colombo, na Grande Curitiba.

A ocorrência foi registrada na 15ª Subdivisão da Polícia Civil em Cascavel. O crime de tráfico de drogas tem pena prevista de cinco a 15 anos de prisão.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: