Após cirurgia de urgência, Felix Fischer, relator do habeas de Queiroz no STJ, está internado em UTI

Após cirurgia de urgência, Felix Fischer, relator do habeas de Queiroz no STJ, está internado em UTI

Ministro deu entrada em hospital de Brasília na segunda, 27, com obstrução intestinal ocasionada por hérnia, foi operado e está estável, segundo boletim médico

Rayssa Motta

28 de julho de 2020 | 16h49

Felix Fischer. Foto: André Dusek/Estadão

O ministro Felix Fischer, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital DFStar, em Brasília, para cuidados pós-operatórios.

Ele precisou ser submetido a uma cirurgia de urgência na segunda, 27, após dar entrada na unidade de saúde com obstrução intestinal ocasionada por uma hérnia interna, segundo boletim do hospital. A equipe médica informou que o quadro de saúde do ministro é estável.

Documento

Decano na Corte, Fischer é responsável pelos processos oriundos da Operação Lava Jato e, recentemente, foi definido relator do habeas corpus do ex-assessor Fabrício Queiroz. Com isso, pode rever a decisão de plantão do presidente do STJ, ministro João Otávio de Noronha, que concedeu prisão domiciliar ao ex-assessor de Flávio Bolsonaro em razão da pandemia do novo coronavírus.

Em julho do ano passado, Fischer já havia se afastado do STJ para tratar de uma embolia pulmonar. Ele voltou ao trabalho em março.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.