Após acordo, greve em empresa de ônibus é encerrada e circulação da frota volta ao normal na zona oeste do Rio

Após acordo, greve em empresa de ônibus é encerrada e circulação da frota volta ao normal na zona oeste do Rio

Polícia Federal foi chamada pelo Tribunal Regional Eleitoral fluminense para intervir na paralisação de rodoviários do Grupo Redentor

Daniela Amorim/Rio

29 de novembro de 2020 | 12h34

A paralisação promovida por funcionários de duas empresas de ônibus que atendem a zona oeste do Rio chegou ao fim por volta das 11h da manhã deste domingo, 29, e a circulação dos coletivos foi normalizada, segundo o Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ).

O TRE-RJ acionou a Polícia Federal para ajudar a viabilizar o restabelecimento do serviço de transporte coletivo de passageiros, por se tratar de um serviço essencial. A preocupação era que a greve prejudicasse a circulação de eleitores em algumas regiões da cidade.

Rodoviários protestavam contra parcelamento do 13º salário. Foto ilustrativa: Tomaz Silva/Agência Brasil

Cerca de 2.500 funcionários da Viação Redentor e da Viação Futura, do Grupo Redentor, amanheceram em greve neste domingo. Pela manhã, cerca de 300 profissionais protestavam em frente à sede da empresa na Estrada do Gabinal, em Jacarepaguá, zona oeste da capital, de acordo com o Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus do Rio (Sintraturb Rio).

Segundo o Sintraturb, a paralisação foi motivada pela proposta da direção da empresa de parcelar o pagamento do 13° salário dos funcionários em oito vezes, enquanto o acordo da categoria determinava que fosse pago em duas vezes, 50% em novembro e 50% em 20 de dezembro.

Um juiz eleitoral e policiais federais estiveram na sede da empresa acompanhando a negociação junto com representantes do sindicato. Pelo acordo estabelecido neste domingo com as empresas, os trabalhadores receberão a primeira parcela do 13º salário nesta segunda-feira, 30, e o restante será pago em mais duas parcelas, nos dias 20 e 30 de dezembro.

Segundo o TRE-RJ, não há mais problemas de circulação da frota de ônibus na cidade.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.