Eduardo Cunha afirma que não vai renunciar nem fazer delação

Eduardo Cunha afirma que não vai renunciar nem fazer delação

Durante entrevista coletiva no Hotel Nacional, em Brasília, presidente afastado da Câmara diz que sofre cerceamento em sua defesa e que não tem crime nenhum para confessar

Redação

21 de junho de 2016 | 11h06

Eduardo Cunha fala ao Conselho de Ética. Foto: Lucio Bernardo Junior / Câmara dos Deputados

Eduardo Cunha fala ao Conselho de Ética. Foto: Lucio Bernardo Junior / Câmara dos Deputados

O presidente afastado da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), convocou entrevista coletiva para as 11 horas desta terça-feira, 21, no Hotel Nacional, em Brasília. O deputado disse que sofre cerceamento de defesa.

Tudo o que sabemos sobre:

Eduardo Cunha

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: