Por 14 votos a 5, senadores aprovam relatório que pede julgamento de Dilma

Por 14 votos a 5, senadores aprovam relatório que pede julgamento de Dilma

Parecer do relator recomenda o julgamento de Dilma Rousseff por crime de responsabilidade

Redação

04 de agosto de 2016 | 10h53

Na Comissão do Impeachment, Lindbergh Farias (PT-RJ), à esq., e o relator Antonio Anastasia (PSDB-MG). Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Na Comissão do Impeachment, Lindbergh Farias (PT-RJ), à esq., e o relator Antonio Anastasia (PSDB-MG). Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Por 14 votos a 5, senadores da Comissão Especial do Impeachment aprovaram relatório que pede o julgamento da presidente afastada Dilma Rousseff (PT), por crime de responsabilidade, pelo plenário. Os parlamentares decidiram, por maioria simples dos 21 integrantes da comissão, aprovar o relatório do relator Antonio Anastasia (PSDB-MG).

O senador Raimundo Lira, presidente da Comissão Especial, abriu a reunião por volta das 9h40 desta quinta-feira, 4.

No balanço da comissão, instalada em 26 de abril, Raimundo Lira disse que foram realizadas 31 reuniões, analisados 135 requerimentos, encaminhados 18 recursos ao STF e ouvidas 44 testemunhas, sendo 38 da defesa.

Tudo o que sabemos sobre:

Impeachment

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.