Comissão do Impeachment no Senado ouve novas testemunhas

Comissão do Impeachment no Senado ouve novas testemunhas

Senadores devem ouvir três testemunhas: André Nassar, Gilson Alceu Bittencourt e Luciano Coutinho

Redação

14 de junho de 2016 | 11h31

Raimundo Lira. Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Raimundo Lira. Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

A Comissão do Impeachment, no Senado, ouve nesta terça-feira, 14, novas testemunhas do processo de afastamento da presidente Dilma Rousseff (PT).

Os senadores devem ouvir três testemunhas: André Nassar, Gilson Alceu Bittencourt e Luciano Coutinho. Luciano Coutinho é ex-presidente do BNDES; André Nassar, secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura; e Gilson Bittencourt, ex-secretário adjunto da Casa Civil da Presidência da República.

Perícia. A Comissão Especial do Impeachment promoverá perícia sobre os documentos referentes à denúncia contra a presidente afastada Dilma. O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, acatou recurso de senadores da oposição e determinou a realização da perícia solicitada pela defesa para produção de provas. Uma junta de três técnicos do Senado será responsável pelo procedimento, que terá prazo de 10 dias.

A perícia estudará os quatro decretos orçamentários e os repasses para o Plano Safra, todos do ano de 2015, que são objeto do julgamento da comissão. Os senadores membros terão 48 horas para protocolar os elementos que queiram ver analisados pela perícia e para indicarem peritos assistentes. A partir dessa definição, a junta terá o prazo de 10 dias para concluir o trabalho.

Tudo o que sabemos sobre:

Dilma RousseffImpeachmentSenado

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: