André Vargas e irmãos foram 28 vezes a escritório de doleiro

André Vargas e irmãos foram 28 vezes a escritório de doleiro

Registro de visitas obtido pela Lava Jato mostra que ex-deputado preso e dois irmãos estiveram em empresas de Alberto Youssef entre 2011 e 2014

Redação

12 Abril 2015 | 17h25

Por Julia Affonso, Fausto Macedo e Ricardo Brandt, enviado especial a Curitiba

O ex-deputado federal petista André Vargas (sem partido-PR) e dois de seus irmãos estiveram 28 vezes em escritórios do doleiro Alberto Youssef – peça central da Operação Lava Jato -, em São Paulo, entre junho de 2011 e fevereiro de 2014.

É o que revela documento da força-tarefa da Lava Jato com análise das visitas monitoradas nas portarias dos prédios em que Youssef tinha escritórios. Um na Avenida São Gabriel, em nome da empresa JPJPAP Assessoria e Participações, e outro na Paes de Barro, em nome da empresa GFD.

Vargas foi um dos sete presos nesta sexta-feira, na Operação A Origem – 11 ª fase da Lava Jato. Ele é suspeito de corrupção e lavagem de dinheiro em quatro frentes que envolvem contratos da Caixa Econômica Federal, Ministério da Saúde e Petrobrás. Em especial na área de publicidade.

Regisro de entrada de André Vargas no escritório de doleiro

Registro de entrada de André Vargas no escritório de doleiro

Vargas visitou pelo menos quatro vezes o escritório que Youssef mantinha na São Gabriel, entre junho e dezembro de 2011. Neste ano, a IT7 Soluções – uma das três empresas controladas pelo ex-parlamentar sob suspeita – apresentou receita de R$ 48 milhões. Boa parte pago por órgãos de governo.

Relatório da Polícia Federal mostra que Leon Vargas, irmão do ex-deputado, preso também nesta sexta-feira, foi o que mais esteve no escritório do doleiro. Foram 18 visitas entre abril de 2013 e fevereiro de 2014.

Registro de visitas de Leon Vargas a Youssef

Registro de visitas de Leon Vargas a Youssef

O documento indica ainda que outro irmão, Milton Vargas, esteve seis vezes no escritório do doleiro entre maio e novembro de 2013.

Os dois irmãos de André Vargas tem relações societárias diretas ou indiretas com ele. Apenas Leon, que aparece em troca de e-mails com a contadora do doleiro, foi preso na 11ª fase da Lava Jato.

Registro de visitas de Milton Vargas a Youssef

Registro de visitas de Milton Vargas a Youssef

 

COM A PALAVRA A DEFESA

O ex-deputado André Vargas, por meio de sua defesa, nega qualquer envolvimento com irregularidades. Seus advogados querem o relaxamento da prisão do ex-parlamentar.

_______________________________________

VEJA TAMBÉM:

Lava Jato mira publicidade da Petrobrás

“Bastante gente está arrepiada até a alma”, diz testemunha-chave da Lava Jato sobre políticos

Lava Jato investiga entrega de R$ 2,3 mi de doleiro para André Vargas

Pedro Corrêa usou nora e funcionário rural para receber propina, diz PF

André Vargas lavou dinheiro na compra da própria casa, diz Lava Jato

Força-tarefa mira elo de pagamento a Dirceu com obra da Petrobrás

Corrêa recebeu propina na Petrobrás quando era julgado no mensalão, afirma juiz

PF investiga repasse de R$ 1,2 mi e sociedade de doleiro com Argôlo

_______________________________________