Anastasia pede acesso a depoimento que cita seu nome na Lava Jato

Anastasia pede acesso a depoimento que cita seu nome na Lava Jato

Senador do PSDB de Minas quer cópia de documento em que foi apontado como recebedor de dinheiro por agente da Polícia Federal que transportava valores para o doleiro Alberto Youssef

Redação

13 de janeiro de 2015 | 16h11

Por Julia Affonso, Ricardo Brandt e Fausto Macedo

O senador eleito Antonio Anastasia (PSDB-MG) pediu à Justiça Federal, nesta terça-feira, 13, acesso ao depoimento do policial federal Jayme Alves de Oliveira Filho, apontado como transportador de dinheiro do doleiro Alberto Youssef.

Em depoimento à PF, “Careca”, como é conhecido Jayme, disse ter entregue R$ 1 milhão ao político. O agente foi denunciado e afastado das funções por integrar o grupo de “mulas” do doleiro, alvo central da Lava Jato.

Antonio Anastasia. Foto: Fábio Motta/Estadão

Antônio Anastasia. Foto: Fábio Motta/Estadão

No pedido entregue à Justiça, a defesa de Anastasia sustenta que a declaração de Careca é uma ‘irresponsável insinuação’ e nega ter recebido dinheiro do agente. O senador já havia negado ter recebido valores do doleiro Youssef, publicamente, e desafiado o policial federal para uma acareação.

“Não obstante o requerente negue peremptoriamente tal irresponsável insinuação, despiciendo discorrer sobre magnitude da repercussão negativa de um depoimento tal como posto, mormente quando requerente esteja tolhido, por absoluto desconhecimento dos termos das circunstâncias como depoimento foi prestado, da possibilidade de esclarecer os fatos de forma cabal imediata, minimizando os danos sua imagem”, afirma o pedido de Anastasia.

Tabela apreendida pela Polícia Federal em um escritório de Youssef indica que o policial federal fez ao menos 31 entregas de dinheiro vivo entre 2011 e 2012. O valor distribuído chegou a R$ 16,9 milhões.